A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: THAMIRES ALMEIDA PEREIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THAMIRES ALMEIDA PEREIRA
DATA: 29/11/2021
HORA: 15:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO: PADRÃO DE DISTRIBUIÇÃO DA MICOTA LIQUENIZADA EM UNIDADES DE PAISAGEM DO SEMIÁRIDO SERGIPANO.
PALAVRAS-CHAVES: Liquens, Caatinga, Cartografia de paisagem, Geoprocessamento.
PÁGINAS: 35
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

A cartografia de paisagem, chamada também de mapeamento de geossistemas é
utilizada em vários ramos da ciência, sendo delimitada através das características físico-geográficas da localidade, relevo, solos e biota, entre outros. O sensoriamento remoto é
bastante utilizado na cartografia de paisagem, a interpretação das figuras e construção demapas são realizados a partir de ferramentas de capturas de imagens e programastecnológicos de geoprocessamento, o SIG é uma dessas ferramentas, que permiteprodução, armazenamento, processamento, analise e representação das informações doespaço geográfico. Estudos sobre o padrão de distribuição espacial da micota liquenizadautilizando o sistema de informações geográficas são escassos, esse é um estudo pioneirono Brasil. Acreditava-se que os liquens eram organismos formados pela associaçãosimbiótica apenas entre um fungo e uma alga e, ou cianobactéria, porém, estudosmostraram a presença de leveduras no talo liquenico. A Caatinga, bioma exclusivamentebrasileiro, sofre a décadas com o grande índice de desmatamento, atualmente possuiapenas metade de sua cobertura vegetal original, mesmo assim, é uma região conhecidapela grande diversidade de fauna e flora, e a quantidade de espécies endêmicas. O objetivogeral do projeto é elaborar um banco de dados georreferenciado das características dapaisagem geoambiental em que liquens ocorrem no semiárido Sergipano. A metodologiapara análise georreferenciadas foi adaptada de acordo com Cavalcanti, 2013 e 2018.Inicialmente foi realizada a determinação dos limites dos sítios, avaliando a diferenciaçãoda paisagem, elementos estáveis da paisagem: formas de relevo, drenagem, litologia econdicionantes climáticos, em seguida a descrição dos atributos físico-geográficos emescala regional, caracterizando os elementos dinâmicos da paisagem, vegetação,características físicas dos tipos de solo e uso e ocupação. Atualmente, está sendo realizadaa produção de mapas e quadros de síntese, para isso as unidades de paisagem classificadasde acordo com três principais temas: relevo, vegetação, solo, posteriormente, seráinserido a geolocalização dos liquens. Como resultado preliminar, temos a realização dolevantamento liquênico e a catalogação dos liquens das cincos regiões, onde foram
registradas em Nossa Senhora da Glória, 18 espécies, Monte Alegre de Sergipe, 44gêneros, Pedra Mole, 17 gêneros, Poço Redondo, 29 gêneros, Poço Verde, 56 gêneros, ePorto da Folha, 26 gêneros, Lecanora, Leucodecton, Graphis, Glyphis, Trypetheliumforam os gêneros mais representativos.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2139764 - DANIEL RODRIGUES DE LIRA
Presidente - 1662824 - MARCELA EUGENIA DA SILVA CACERES
Externo à Instituição - MARIA DE LOURDES LACERDA BURIL

Notícia cadastrada em: 03/11/2021 22:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r18966-bf93dfabd7