A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCIELLY OLIVEIRA DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCIELLY OLIVEIRA DA SILVA
DATA: 24/11/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO: Leucaena leucocephala (Lam.) de Wit: impactos sobre a vegetação nativa do Parque Nacional Serra de Itabaiana, Sergipe e modelagem de nicho climático
PALAVRAS-CHAVES: Leucena; Invasão Biológica; Impactos ambientais.
PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

As invasões biológicas (IB) são uma das principais ameaças à biodiversidade global e sãoresponsáveis por gerar prejuízos econômicos substâncias a agricultura e pecuária. Dianteda gravidade dos efeitos das IB e da baixa disponibilidade de informações sobre a maioriadas espécies que causam esse processo, o presente estudo teve como objetivo avaliar osimpactos da exótica invasora Leucaena leucocephala (Lam.) de Wit sobre a floraautóctone do Parque Nacional Serra de Itabaiana, Sergipe e avaliar a distribuiçãopotencial atual e futura para a espécie por meio da modelagem de nicho climático. Paraaferir os impactos de L. leucocephala sobre a vegetação nativa do local de estudo foramplotadas 20 parcelas, sendo metade em sítios invadidos pela espécie e a outra metade emsítios não invadidos. No interior dessas unidades amostrais, os indivíduos de todas asespécies lenhosas foram contabilizados e com esses dados foram realizadas as análisesestatísticas. Para avaliar a distribuição potencial da espécie, foram obtidos pontos deocorrência georreferenciados nas bases de dados SpciesLink e GBIF. As análises foramrealizadas para o momento presente e futuro usando variáveis bioclimáticas obtidas noWorldclim 2.0. Para a realização da modelagem utilizou-se diferentes algoritmos paragerar um modelo consensual. Foram amostradas 41 espécies no ambiente invadido (AI)e 18 no ambiente não invadido (ANI). Segundo as análises realizadas, há diferençassignificativas na composição, riqueza e diversidade entre os ambientes estudados. Osresultados da análise de modelagem indicaram alta susceptibilidade de ocorrência para aespécie em todo o território brasileiro. Os resultados também sugerem que sua área deocorrência potencial poderá aumentar caso as previsões de mudanças no clima para ospróximos anos se concretizem.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1715088 - JULIANO RICARDO FABRICANTE
Interno - 1116155 - LARISSA MONTEIRO RAFAEL
Externo à Instituição - GILCEAN SILVA ALVES

Notícia cadastrada em: 28/10/2021 08:28
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r18966-bf93dfabd7