A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: CESAR AUGUSTO RIZATO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CESAR AUGUSTO RIZATO
DATA: 27/07/2017
HORA: 08:30
LOCAL: Mini-auditório do PROZOOTEC/UFS
TÍTULO: Perfilhamento e produção de forragem do capim faixa-branca submetido a frequências de desfolhação
PALAVRAS-CHAVES: Altura de cortes, Digitaria eriantha, Nordeste Brasileiro, persistência da pastagem, manejo racional
PÁGINAS: 56
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
RESUMO:

O objetivo com este trabalho foi avaliar a dinâmica do perfilhamento, produção de forragem e potencial de utilização do capim faixa-branca submetido a quatro frequências de desfolhação: Muito Alta (25 cm), Alta (35 cm), Média (45 cm) e Baixa (55 cm), avaliadas em duas épocas do ano (maior e menor insolação) no período de janeiro de 2015 a janeiro de 2016. Utilizou-se o delineamento em blocos casualizados, com quatro repetições. A elevação na frequência de desfolhação aumentou o número de gerações de perfilhos, as taxas de aparecimento e mortalidade de perfilhos, a densidade populacional de perfilhos aéreos e o potencial de utilização da forragem e reduziu a taxa de sobrevivência de perfilhos, a produção diária de colmo, a senescência diária de folhas, a produção diária total e o acúmulo diário líquido de forragem. A produção diária de folhas foi menor na frequência muito alta em relação às outras frequências. Na época de menor insolação as taxas de aparecimento e mortalidade de perfilhos e a senescência diária de folhas foram maiores e a taxa de sobrevivência, o balanço, a densidade populacional de perfilhos aéreos, a produção diária de colmos, o acúmulo diário líquido de forragem e o potencial de utilização de forragem foram menores. A densidade populacional de perfilhos basais aumentou com elevação das frequências de desfolhação e foi maior na época de maior insolação nas frequências muito alta e alta. A frequência de desfolhação muito alta não proporcionou um bom desenvolvimento da planta, enquanto que a frequência baixa apresentou elevada produção de colmos. As frequências de desfolhação e épocas do ano avaliadas não alteram a estabilidade da população de plantas do capim faixa-branca, quando irrigado, garantindo assim sua persistência. Maiores frequências de desfolhação resultam em maior renovação de perfilhos do capim faixa-branca. As frequências de desfolhação alta e média são mais indicadas para a desfolhação do capim faixa-branca, promovendo uma melhor proporção de folhas em relação a colmos.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2019408 - BRAULIO MAIA DE LANA SOUSA
Presidente - 2321868 - CARLOS SOUZA DO NASCIMENTO
Interno - 1684100 - JAILSON LARA FAGUNDES
Externo ao Programa - 1562875 - LUIZ FERNANDO GANASSALI DE OLIVEIRA JUNIOR

Notícia cadastrada em: 06/07/2017 11:46
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - ema1.ema1 v3.5.16 -r18160-36a7f68df5