A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DAVID LOPES FERNANDES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DAVID LOPES FERNANDES
DATA: 16/12/2016
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório 2 do PROZOOTEC
TÍTULO: Produção e qualidade da forragem de Moringa oleifera em área adensada com irrigação no Estado de Sergipe
PALAVRAS-CHAVES: Adensamento; produção de moringa; silagem de moringa.
PÁGINAS: 35
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
RESUMO:

A Moringa oleifera é uma árvore da família moringácea que possui quatorze espécies descritas. É originária da Índia, tolerante a seca e foi introduzida no Brasil na década de 50 com o objetivo de tratar água devido ao seu poder purificador. É também amplamente usada como fitoterápico na medicina humana no tratamento e prevenção de doenças. Ela apresenta elevada quantidade de proteína nas folhas e é bem aceita pelos animais. A moringa tem sido estudada nos Tabuleiros Costeiros e em 2009 foi iniciado a implantação de um Banco Ativo de germoplasma que atualmente conta com 24 acessos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a produtividade e a qualidade da biomassa de Moringa cultivada em sistema adensado na região dos tabuleiros costeiros de Sergipe. Para tanto foram instalados dois experimentos: o primeiro com objetivo de avaliar o efeito produtivo de diferentes densidades de plantio da moringa em relação aos parâmetros produtivos e qualitativos do volumoso e o segundo com objetivo de avaliar o valor nutricional da silagem de moringa contendo diferentes proporções de milho moído. O plantio foi realizado no Campo Experimental Jorge do Prado Sobral pertencente a Embrapa Tabuleiros Costeiros localizado no município de Nossa Senhora das Dores – Sergipe. Foi utilizado um delineamento em blocos casualizados com oito repetições visando testar o efeito das densidades em 250.000 (0,20 m x 0,20 m), 500.000 (0,10 m x 0,20 m) e 1.000.000 (0,10 m x 0,10 m) plantas/ha e parcelas de 3,0 X 3,0 m. Foram realizados 6 cortes ao longo de um ano que teve seu início em 23 /nov/2015 e término em 23/nov/2016. Os parâmetros avaliados foram os seguintes: produção de biomassa verde, matéria seca (MS), taxa de sobrevivência (TS), proporção de caule e folhas na matéria verde e seca. Nas avaliações citadas no primeiro experimento não ocorreram diferenças significativas (p<0,05), exceto a taxa de sobrevivência que foi maior no tratamento de menor adensamento (81,64%a) em relação aos outros dois (61,31%b) e (45,54%c). Em relação a silagem, devido a adição de milho, os diferentes tratamentos apresentaram diferenças (p<0,05) na matéria seca ( variação de 18,5% a 27,7%, aumentando com a adição de milho), proteína bruta (variação de 13,8% a 15,4%, diminuindo com a adição de milho) e cinzas (variação de 4,4 a 7,4%, diminuindo com a adição de milho), Em relação aos parâmetros fermentativos (pH, N-NH3 e ácido lático) não foi encontrado diferença significativa (P>0,05), mostrando não haver vantagem na inclusão de grão de milho na fermentação da silagem.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 627.399.990-20 - EVANDRO NEVES MUNIZ
Interno - 1366651 - GLADSTON RAFAEL DE ARRUDA SANTOS
Interno - 1686732 - JUCILEIA APARECIDA DA SILVA MORAIS

Notícia cadastrada em: 09/12/2016 12:53
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - ema1.ema1 v3.5.16 -r18160-36a7f68df5