A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: ARNALDO DANTAS BARRETO NETO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ARNALDO DANTAS BARRETO NETO
DATA: 30/09/2014
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do polo de gestão
TÍTULO: Estrutura populacional e otimização de esquema de acasalamento em ovinos da raça Santa Inês
PALAVRAS-CHAVES: acasalamento seletivo, otimização, ovinos
PÁGINAS: 53
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
RESUMO:

Procurou-se avaliar a estrutura populacional e o progresso genético observado em ovinos da raça Santa Inês, distribuídos em 51 núcleos de seleção que fazem parte do programa de melhoramento genético ASCCO/USP e o uso de algoritmos genéticos para encontrar a contribuição genética ótima, para a próxima geração, de animais componentes de núcleos de seleção que tenham pedigree estruturado e valores genéticos para características de importância econômica, estimados através de Preditores Lineares Não Viesados (DEP-BLUP). Foram utilizadas informações de ascendência e valores genéticos para peso aos 60 dias do banco de dados do Programa de Melhoramento Genético da Raça Santa Inês – ASCCO/USP, e o programa EVA, desenvolvido pela NORDGEN, de uso livre, para estas análises. Os dados populacionais descritos foram o número de animais nascidos, o número de animais consanguíneos, o coeficiente de consanguinidade médio, a coancestralidade média, o tamanho efetivo da população, a diferença esperada da progênie média para a característica Peso aos 60 dias (DEP P60) e o grau de completude do pedigree. Os resultados encontrados indicam valores de efetivo populacional decrescente, aumento na coancestralidade e alto índice de completude do pedigree. Apontam ainda para o baixo uso das técnicas de reprodução, a exemplo da inseminação artificial, e uma taxa de ganho genético não otimizada. A teoria da ótima contribuição permite estabelecer uma função objetivo a ser otimizada, para exercer um controle sobre a evolução da consanguinidade nas gerações seguintes, ao mesmo tempo que se encontra o conjunto ideal de machos e fêmeas para acasalarem, num processo denominado acasalamento seletivo que unifica etapas anteriormente distintas a seleção e o acasalamento. A otimização matemática utiliza algoritmos genéticos contidos no programa EVA. Foi constatada a utilidade do uso do programa EVA para otimizar o ganho genético com controle da consanguinidade em núcleos de seleção com banco de dados de tamanho médio. Os requisitos computacionais mínimos crescem exponencialmente em relação à quantidade de candidatos a seleção, podendo se tornar um sério empecilho à sua utilização em banco de dados de maior tamanho. Os valores obtidos também foram comparados com os resultantes de acasalamentos a partir da seleção pelas DEP-BLUP com um ponto de truncamento, bem como com os de acasalamentos ao acaso. O número e a distribuição dos machos selecionados variaram de acordo com a penalidade atribuída à consaguinidade na função objetivo. Os resultados obtidos comprovaram a eficácia do método para obter melhores ganhos genéticos em relação ao acasalamento ao acaso e melhor controle sobre a consanguinidade comparativamente a seleção BLUP.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1741133 - ALCIGEIMES BATISTA CELESTE
Externo à Instituição - CARLOS SOUZA DO NASCIMENTO
Presidente - 2579494 - LEANDRO TEIXEIRA BARBOSA

Notícia cadastrada em: 24/09/2014 15:28
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r18154-6e174eae4e