A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANA CLAUDIA FRANÇA DE FREITAS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA CLAUDIA FRANÇA DE FREITAS
DATA: 19/12/2013
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório 1 (Sala 29) da Área Técnico-Científica (ATC) da Embrapa Tabuleiros Costeiros
TÍTULO: Qualidade do sêmen congelado de ovinos submetido à centrifugação após a descongelação
PALAVRAS-CHAVES: espermatozoide, refluxo, dose inseminante, inseminação cervical, cinética espermática, capacitação espermática, integridade de membrana plasmática, reação acrossomal
PÁGINAS: 25
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
SUBÁREA: Reprodução Animal
ESPECIALIDADE: Inseminação Artificial Animal
RESUMO:

Este trabalho teve como objetivo principal, avaliar o uso da centrifugação como meio de redução do volume da dose inseminante congelada de ovinos evitando-se assim o refluxo durante as inseminações cervicais e a exposição dos espermatozoides ao meio de congelação especialmente ao crioprotetor. Amostras de sêmen de cinco carneiros da raça Santa Inês (SI) foram congeladas em palhetas de 0,25mL e 100 x 106 espermatozoides e descongeladas a 42oC por 20 segundos para posteriormente serem avaliadas in vitro de acordo com os seguintes grupos: NC (Controle) – doses não centrifugadas e; C – doses centrifugadas. Os espermatozoides serão avaliados quanto à cinética computadorizada e, integridade da membrana plasmática pela combinação dos fluorocromos SYBR® Green e iodeto de propídio (IP) e capacitação e reação acrossomal pela clortetraciclina (CTC) em microscopia de epifluorescência. Para a avaliação de fertilidade, 186 ovelhas SI foram submetidas à manipulação hormonal do ciclo estral sendo posteriormente inseminadas artificialmente (IA) no estro natural subsequente. As ovelhas foram divididas em quatro grupos formados a partir da combinação entre duas técnicas de IA, cervical (IAC) ou laparoscópica (IALP) com dois tipos de doses inseminantes, centrifugadas (C) ou não (NC) após a descongelação, como segue: IAC-NC, IAC-C, IALP-NC e IALP-C. A centrifugação das doses foi feita por 10 minutos antes da inseminação sendo as palhetas cortadas em 1/3 o que correspondeu um volume de 83,3µL. As ovelhas foram inseminadas em média 25h54min após a observação do estro sendo que o diagnóstico de gestação será realizado 25 dias após a inseminação através de exame ultrassonográfico. Das ovelhas selecionadas, 94,88% apresentaram intervalo entre o estro induzido e o natural de ±18 dias. A ocorrência de refluxo no momento da inseminação diferiu substancialmente entre os grupos submetidos à IAC (IAC-NC = 78,26% e IAC-C = 19,56%) o que demonstra a efetividade da redução da dose inseminante pela centrifugação.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 481.176.765-91 - HYMERSON COSTA AZEVEDO
Interno - 1645905 - ANSELMO DOMINGOS FERREIRA SANTOS
Externo à Instituição - JOSÉ CORREIA NETO

Notícia cadastrada em: 09/12/2013 09:42
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - ema1.ema1 v3.5.16 -r18160-36a7f68df5