A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: JOSÉ ADELSON SANTANA NETO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSÉ ADELSON SANTANA NETO
DATA: 31/07/2013
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório 1, sala 29 da Embrapa
TÍTULO: Desempenho de ovinos alimentados com Manipueira
PALAVRAS-CHAVES: ovinos, carcaça, desempenho
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Nutrição e Alimentação Animal
ESPECIALIDADE: Avaliação de Alimentos para Animais
RESUMO:

A criação de ovinos no nordeste brasileiro é caracterizada como uma atividade secundária de subsistência, necessitando de tecnologias que proporcionem uma melhor produtividade desses animais. Nesse aspecto, alimentos chamados de alternativos, podem de certa forma melhorar a alimentação e nutrição dos animais. Sendo assim a manipueira, um produto líquido, resultante da prensagem da massa de mandioca, pode ser incluso na dieta de pequenos ruminantes como um alimento energético. Para tanto o objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito da adição da manipueira em diferentes níveis na dieta de ovinos, sobre o consumo, desempenho, características de carcaça de cordeiros da raça Santa Inês terminados em confinamento. O experimento foi conduzido em um dos campos experimentais da Embrapa Tabuleiros costeiros, localizado no município de Frei Paulo – SE. Foram utilizados 32 cordeiros não castrados da raça Santa Inês com peso médio inicial de 24,76 kg e idade média de 167 dias. As dietas foram formuladas na relação 70% de volumoso e 30% de concentrado de forma a atender aos requerimentos nutricionais . Todos os tratamentos foram constituídos por feno de Tifton 85 (Cynodon spp.), rolão de milho (Zea mays) e concentrado diferenciando-se pela inclusão de manipueira em níveis crescentes: 0 ml; 500 ml; 1000 ml e 1500 ml de manipueira. O consumo de MS (% PV, kg/dia e g/kg PV0,75), o desempenho produtivo e as características de carcaça não foram afetados pelas dietas (P>0,05), mas o consumo de água foi afetado pela adição da manipueira (P<0,05). A adição a partir de 500mL de manipueira diminui o consumo de água de cordeiros. O consumo de matéria seca não foi alterado com a adição da manipueira em qualquer nível estudado. Apesar de ser caracterizada como um produto energético, o desempenho dos animais na fase de terminação não foi alterado com a adição da manipueira, oque pode significar que os níveis de energia oferecidos pela manipueira não são suficiente para animais em crescimento.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - CRISTIANE OTTO DE SÁ
Presidente - 1366651 - GLADSTON RAFAEL DE ARRUDA SANTOS
Externo à Instituição - JOSE HENRIQUE DE ALBUQUERQUE RANGEL

Notícia cadastrada em: 26/07/2013 11:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - ema1.ema1 v3.5.16 -r18160-36a7f68df5