Notícias

Banca de DEFESA: MARCELO PEREIRA SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARCELO PEREIRA SOUZA
DATA: 30/05/2019
HORA: 09:30
LOCAL: Auditório da didática 2
TÍTULO: "IMIGRAÇÃO COREANA EM ARACAJU/SE: UMA CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE"
PALAVRAS-CHAVES: Imigração. Coreanos. Identidade Cultural. Relações de Poder.
PÁGINAS: 126
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
RESUMO:

Esta dissertação trata de um estudo sobre a construção de uma identidade coreana, a partir dede um pequeno grupo de empresários coreanos que se estabeleceram na cidade deAracaju/SE. Destarte, recorremos inicialmente às contribuições teóricas para estabelecer umapossível convergência e/ou divergência sobre os resultados dessa imigração. Com efeito, osresultados apontados nesse estudo corroboram com a velha ordem dos processos migratóriossobre a questão econômica, dada a relação de busca pelo trabalho, por parte do imigrante, mastambém nos revela que existe um redirecionamento sobre o contexto imigratório, que seguecom a mesma motivação do deslocamento inicial, a busca por trabalho. Tão logo, tomamoscomo campo empírico o ambiente empresarial, cujo “espaço” nos revelou a construção deuma atmosfera cultural que, aos nossos olhos, vai ao encontro de uma “territorialização”.Nesse sentido, as redes urgem como modelos explicativos para o estabelecimento migratórioentre os empresários coreanos, ao passo que prova a construção de um novo território e para ofortalecimento da relação cultural do grupo. O simbólico, então, pode ser visto frente àsrelações estruturais desse grupo, como a forma de organização, de hierarquia estabelecida edo poder que outrora era visto como algo impossível sobre a posse do imigrante. Para odesenvolvimento desta pesquisa, utilizamos o método de estudo de caso, buscando evidenciarum caso particular que pode se tornar algo generalizado. Além disso, a observação nãoparticipante foi fundamental para averiguar a lógica das informações coletadas durante asentrevistas, bem como constatar o pensamento teórico, em termos empíricos, que seestabelecem ao entorno da construção identitária dos empresários. Quanto aos resultadosdesta pesquisa, apontamos a trajetória dos imigrantes coreanos como um dos elementosinfluenciadores dos seus processos identitários, inclusive para a construção da sua identidadeempresarial. Nos negócios criados, identificamos a hierarquia estabelecida entre eles que alémde definir papeis, corrobora para a ordem entre o grupo e suas relações, inclusive para ofortalecimento do grupo. Contudo, os negócios funcionam como espaços propícios para adifusão cultural, uma vez que os coreanos vivem no trabalho e para o trabalho.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1494768 - MARCELO ALARIO ENNES
Interno - 1655779 - ANTON PETER MULLER
Externo à Instituição - GUSTAVO TENTONI DIAS
Notícia cadastrada em: 20/05/2019 14:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r10803-399c5c35c