Notícias

Banca de DEFESA: OLINTO SILVEIRA ALVES FILHO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: OLINTO SILVEIRA ALVES FILHO
DATA: 18/11/2016
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório da Pós-Graduação - Didática II
TÍTULO: “A Erística da moeda e a crise do Sistema Financeiro e Monetário Internacional”.
PALAVRAS-CHAVES: Erística Monetária, Controvérsias, Bretton Woods, Crise do Sistema Financeiro e Monetário Internacional.
PÁGINAS: 281
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
RESUMO:

Neste trabalho de doutorado foram evidenciadas algumas questões sobre o fenômeno aquidenominado de erística monetária, notadamente àquelas relacionadas à natureza e a forma dodinheiro, sua origem, suas funções, etc., mas também àquelas relacionadas com a dinâmica eo desenvolvimento do capitalismo no contexto da crise do sistema financeiro e monetáriointernacional (e sua unidade monetária dominante, o dólar americano). De maneira que seuobjetivo é compreender em que medida as controvérsias teóricas sobre a moeda têmcorroborado com a antiga tese keynesiana sobre a criação de uma moeda internacional. Aanálise se concentrou em uma forma muito particular de erística monetária, explicitada naseguinte pergunta: como a atual crise do sistema financeiro e monetário internacional, nosúltimos dezesseis anos (2000 a 2015), tem motivado as controvérsias teóricas sobre a moedae, de certa forma, ressuscitado os debates sobre a antiga tese keynesiana de criação de umamoeda internacional? Para pensar sobre este problema, serviu-se de uma investigaçãoexploratória, recorrendo-se à pesquisa bibliográfica e documental, razão pela qual entre aspeças documentais aqui analisadas estão os Proceedings and Documents of the UnitedNations Monetary and Financial Conference – Bretton Woods, New Hampshire, July 1-22. Odinheiro é, de fato, uma relação social e na sociedade capitalista moderna é plasmadoideologicamente enquanto expectativa de riqueza, portanto, expressão material e simbólicados processos de acumulação de capital e ocultação das relações de exploração e poder daclasse burguesa dominante. No final do século vinte, foi consolidada a tríade composta pelareestruturação produtiva, pelo neoliberalismo e pela globalização financeira, que moldou anova fase da geopolítica mundial. Esta, por sua vez, gestou a primeira, inacabada emonumental crise do modo de produção capitalista deste século (nascida no mercadomobiliário americano, subprime, em 2008). De sorte que esta crise, por sua própria natureza edinâmica, motivada mesmo pela necessidade de encontrar alternativas para sua solução,colocou no centro dos debates teóricos as controvérsias sobre o dólar americano (crise delegitimidade e confiança), de modo que a antiga tese keynesiana de criação de uma moedainternacional emergiu como uma entre muitas alternativas possíveis.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1655779 - ANTON PETER MULLER
Externo à Instituição - EDUARDO COSTA PINTO
Interno - 1227719 - PAULO SERGIO DA COSTA NEVES
Externo ao Programa - 388032 - TACITO AUGUSTO FARIAS
Interno - 6426371 - TANIA ELIAS MAGNO DA SILVA
Notícia cadastrada em: 06/10/2016 11:46
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r10803-399c5c35c