Notícias

Banca de DEFESA: JOSEANE PAIVA MACEDO BRAND?O

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSEANE PAIVA MACEDO BRAND?O
DATA: 05/03/2014
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório das Pós-graduações
TÍTULO: Da Boemia à Criatividade na Lapa Carioca: Patrimônio, Intermediação Cultural e Imaginários Urbanos
PALAVRAS-CHAVES: Revitalização urbana; patrimônio cultural; imaginários urbanos
PÁGINAS: 210
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
SUBÁREA: Outras Sociologias Específicas
RESUMO:

No contexto contemporâneo de reestruturação urbana de várias cidades brasileiras, essa tese tratará de algumas dinâmicas da revitalização do bairro da Lapa no Centro da cidade do Rio de Janeiro. É preciso relacionar as mudanças e intervenções na Lapa com aquelas ocorridas no centro da cidade do Rio de Janeiro como um todo. Desde meados da década de 1980, as políticas públicas patrimoniais incidiram sobre a região, inicialmente por meio de proteção legal. As legislações pioneiras do Corredor Cultural e das Áreas de Proteção do Ambiente Cultural (APAC) propiciaram o fim do quadro de cirurgias urbanas que acompanharam a produção do espaço urbano do centro da cidade por todo o século XX. Já na década de 1990, inicia-se um período caracterizado por intervenções urbanas na recuperação do patrimônio edificado, reurbanização de áreas públicas e rearticulação do sistema viário. Além disso, nesse processo, foram estabelecidos pólos de diversão e lazer, uma dessas áreas é o bairro da Lapa.

As mudanças na imagem da Lapa se intensificaram a partir do final dos anos 1990 e se basearam na ideia de uma “vocação cultural e de entretenimento” sempre referenciada ao seu passado boêmio do início do século XX até a década de 1940. São construídas imagens que representam e reforçam o sentido de centralidade cultural da região. Desse modo, pretendeu-se analisar as reconstruções da imagem da região, desde o final da década de 1990, tendo como referência as narrativas sobre a área no “período boêmio”. Imaginários e narrativas são parte de estratégias de legitimação dos projetos de intervenção urbana que muitas vezes se materializam nos espaços da cidade.

Desse modo, busca-se analisar até onde o caso da Lapa aproxima-se das atuais políticas de enobrecimento urbano que implicam a reinvenção de tradições e patrimônios paralelamente a melhoria de infra-estrutura urbana, restauração e refuncionalização de edificações históricas, de forma a criar uma nova imagem da cidade e promover a reapropriação dessas áreas por novas camadas da população e pelo capital, com o desenvolvimento de um circuito de cultura, lazer, entretenimento e turismo, de forma a potencializar sua valorização econômica e inserção no mercado global. A ênfase aqui recai, sobretudo, nos usos do patrimônio cultural nas novas formas de imaginar e produzir a cidade e no papel dos novos intermediários culturais na produção de imaginários urbanos.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1821173 - DENIO SANTOS AZEVEDO
Interno - 2512859 - FRANK NILTON MARCON
Externo à Instituição - IRLYS ALENCAR FIRMO BARREIRO
Presidente - 426602 - ROGERIO PROENCA DE SOUSA LEITE
Interno - 1195417 - WILSON JOSE FERREIRA DE OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 17/02/2014 15:44
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r10787-147c949b3