Notícias

Banca de DEFESA: RENATA SILVA CAMPOS RABELO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RENATA SILVA CAMPOS RABELO
DATA: 16/08/2013
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do CCSA - (Térreo do novo prédio administrativo)
TÍTULO: CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DE ARACAJU (SE): ANÁLISE DAS DINÂMICAS DE PARTICIPAÇÃO DOS REPRESENTANTES DAS ENTIDADES DA SOCIEDADE CIVIL
PALAVRAS-CHAVES: Conselho. Participação. Sociedade Civil.
PÁGINAS: 135
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
SUBÁREA: Outras Sociologias Específicas
RESUMO:

Esta dissertação analisa o processo de participação da sociedade civil em espaços dedemocracia participativa. Nesse sentido, em consonância com pesquisas voltadas a realidadeslocais, o trabalho foca a participação dos representantes da sociedade civil do ConselhoMunicipal de Assistência Social de Aracaju - SE. O eixo central desta pesquisa consistiu emanalisar as carreiras dos conselheiros representantes de entidades da sociedade civil ecompreender quem são esses conselheiros, oriundos de ONGs, entidades filantrópicas,associações, sindicatos, representações de classe profissionais, e verificar se eles detêmconhecimento necessário que os habilite a inferir as atividades do Conselho, por acreditar,principalmente, que os conselheiros das entidades são dotados de sentimentos benevolentes ecaritativos e distanciados do conhecimento político. Contudo, ao entender quem é oconselheiro, buscou-se também analisar a instituição de participação democrática, na qual estáinserido, ou seja, o Conselho. Assim tratou-se de verificar a história social do Conselho, quaisentidades se firmam naquele espaço, quais atores se legitimam, e como ocorre o seu cotidiano.Para dar conta da investigação, recorreu-se ao enfoque teórico da análise de carreira, a fim dealcançar os períodos de compromisso ao longo do ciclo de vida dos conselheiros, entendendosua participação no Conselho como um processo. Em seguida utilizou-se da teoria dosmovimentos sociais, precisamente a destinada ao entendimento dos processos históricos e dasoportunidades políticas, no sentido de perceber o quanto o sistema político exerce influêncianas instituições e nas ações dos atores ali inseridos. A opção metodológica de coleta de dadosnessa acepção consistiu em pesquisa documental, referente à história do conselho e de atasdas reuniões, entrevistas com os conselheiros e observação das reuniões do Conselho. Operíodo pesquisado compreendeu o colegiado de julho de 2010 a julho de 2012, poispermitiram ter uma ampla percepção de como processos históricos, legislações e conjunturaspolíticas interferiram na configuração do Conselho, na contemporaneidade. As conclusões doestudo apontam para a existência de participação dos conselheiros da sociedade civil comdiferentes formas de contribuição, alguns mais ativos a se envolver em todos os processos doConselho, devido a uma determinada formação acadêmica e conhecimento associativo, que oshabilita a atuar com mais competência, e outros, por sua vez, colaboram apenas naassiduidade às reuniões. Alguns conselheiros da sociedade civil demonstram assim umconhecimento prévio em relação à política de Assistência Social, e outros por sua vez têminteresse em aprender a partir da inserção no Conselho. Dessa forma, os atores representantesdas entidades da sociedade civil distinguem-se daqueles do passado, dotados de benevolênciae caridade somente. Todavia há alguns entraves que não permitem uma ampla participação, asaber, no poder de agenda do governo e na dependência financeira de algumas entidades.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1195417 - WILSON JOSE FERREIRA DE OLIVEIRA
Interno - 1227719 - PAULO SERGIO DA COSTA NEVES
Externo à Instituição - ANA KARINA BRENNER
Notícia cadastrada em: 06/08/2013 17:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r10803-399c5c35c