A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: KLEBER DE JESUS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KLEBER DE JESUS SANTOS
DATA: 25/08/2022
HORA: 09:30
LOCAL: A definir
TÍTULO: Novos Movimentos Religiosos e Religiosidade Virtual: o caso do "Caminho da Graça"
PALAVRAS-CHAVES: Novos Movimentos Religiosos. Religiosidade Virtual. Caminho da Graça. Modernidade.
PÁGINAS: 33
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Teologia
RESUMO:

O tema “Novos Movimentos Religiosos e Religiosidade Virtual: o caso do Caminho da Graça” é entendido no campo das Ciências da Religião, particularmente na linha de pesquisa Ciências Empíricas e Aplicadas da Religião. A pesquisa deu-se através do método dialético, tendo como metodologia para o processo de coleta de informações a pesquisa bibliográfica, documental e estudo de caso. A dissertação em questão tentou averiguar duas possibilidades, a saber: se a comunidade Caminho da Graça, fundada em 2004, pelo ex-presidente da Associação Evangélica Brasileira (AEVB) e ex-pastor presbiteriano, Caio Fabio, pode ser enquadrada como Novo Movimento Religioso (NMR), e se esta comunidade enfatiza o uso da tecnologia, como a internet, a exemplo de historicamente muitos grupos de NMRs que foram vanguardistas nas inovações. Os conceitos de Novos Movimentos Religiosos em J. Gordon Melton e Peter Clarke, e Religiosidade Virtual em Douglas E. Cowan e Jeffrey K. Hadden foram empregados como referenciais teóricos para estudo do tema. A dissertação foi desenvolvida em três capítulos. No primeiro, há conceitos de NMRs, e de outras tipologias de grupos religiosos, como Igreja, Seita-Culto, além de classificações que afastam e aproximam a Comunidade de Graça como NMR. No segundo, há apontamentos em relação ao conceito de Religiosidade Virtual ou Online, além de formas que este tipo de religiosidade tem sido usada pelos NMRs, como também registros sobre o papel da globalização e modernidade neste contexto. Por fim, no terceiro capítulo, analisa o Caminho da Graça como instituição religiosa, sua história, sua teologia, ritos, modos de adesão, aprofundando assim as suas semelhanças e diferenças com outros NMRs, permitindo ao leitor alargar sua compreensão sobre o tema desta dissertação.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 002.386.495-80 - ALEXANDRE DE JESUS DOS PRAZERES
Interno - 3316721 - PERICLES MORAIS DE ANDRADE JUNIOR
Externo à Instituição - GILBRAZ DE SOUZA ARAGÃO

Notícia cadastrada em: 09/08/2022 01:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - ema3.ema3 v3.5.16 -r18154-6e174eae4e