A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: DAVI PINHEIRO DE SANTANA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DAVI PINHEIRO DE SANTANA
DATA: 28/12/2021
HORA: 15:00
LOCAL: https://meet.google.com/mqn-bytu-qco
TÍTULO: O USO DAS MÍDIAS SOCIAIS NAS ELEIÇÕES E SEUS EFEITOS NO CONTEXTO DOS ELEITORES
PALAVRAS-CHAVES: Mídias sociais, Eleição, Eleitores, Formação de Opinião, Opinião do eleitor.
PÁGINAS: 93
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
RESUMO:

Um tema em evidência em diversos campos de estudos, o uso das mídias sociais na política, divide suas pesquisas em duas vertentes, as pesquisas que são elaboradas no contexto dos políticos e pesquisas relacionadas no contexto pelos eleitores. É com base nessa premissa que esse projeto se desenvolve. O projeto está dividido em dois artigos, o primeiro é uma pesquisa bibliométrica, que teve como objetivo analisar, apresentar e discutir a produção científica, durante o período de 2008 a 2020, sobre os temas: mídias sociais, eleições e eleitores. Esse primeiro artigo apresentou o contexto dos eleitores, os tipos de pesquisa que são realizadas, os principais temas, estudos, os artigos seminais, aqueles com maior impacto e lacunas. Dentre as lacunas encontradas verificou-se que as pesquisas tinham uma tendência a investigar fenômenos como, participação, mobilização e engajamento, negligenciando um pouco os estudos com aspectos mais intrínsecos dos cidadãos. É com base nessa lacuna que o segundo artigo se desenvolve, juntamente com a adaptação do modelo proposto por Tang e Lee (2013), que investigaram fatores presentes no Facebook que influenciaram a participação de eleitores. Este estudo propõe-se a verificar de que modo as mídias sociais, quanto fonte de informação política, influenciam a opinião de eleitores da geração Z. O referencial teórico buscou explanar aspectos das mídias sociais, o seu uso como fonte de informação, formação de opinião, conexão com atores políticos e heterogeneidade de rede. Por intermédio de um questionário estruturado do tipo survey, realizou-se um estudo de natureza quantitativa de característica descritiva e correlacional. A pesquisa contou com 374 respondentes, sendo uma amostra não probabilística, contendo pessoas da geração Z e que tenham participado das eleições municipais de 2020. Os resultados mostraram as forças das relações causais, tendo todas as 5 hipóteses estatisticamente suportadas, permitindo verificar a influência das mídias na opinião dos eleitores, mesmo contanto que algumas relações causais apresentaram uma influência oposta ao que era esperado. Tal pesquisa fortaleceu a literatura sobre a influência das mídias sociais, como fonte de informação, revelou caminhos para estudos voltados a opinião dos eleitores, possibilitando, em aspectos gerenciais, o desenvolvimento do marketing eleitoral com relação ao tema estudado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2550927 - JEFFERSON DAVID ARAUJO SALES
Interno - 1224228 - MARIA CONCEICAO MELO SILVA LUFT
Externo ao Programa - 2227110 - METHANIAS COLACO RODRIGUES JUNIOR

Notícia cadastrada em: 10/12/2021 08:30
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r17715-9ce6d7c69e