A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: GERLIS DE SOUZA BRITO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GERLIS DE SOUZA BRITO
DATA: 25/08/2021
HORA: 14:00
LOCAL: https://meet.google.com/mqn-bytu-qco
TÍTULO: Um Estudo Sobre a Eficiência Organizacional na Rede de Cooperação Formada Pelo Sindicato dos Cabeleireiros e Similares Autônomos do Estado de Sergipe.
PALAVRAS-CHAVES: Redes de Cooperação. Empreendedores. Colaboração. Ganhos Competitivos
PÁGINAS: 205
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
SUBÁREA: Administração de Setores Específicos
RESUMO:

As mudanças sociais, culturais, tecnológicas, e sobretudo na forma de relacionamentos de trabalho, tem fomentado a construção de novos modos de exercer atividades laborais e criado uma interação dinâmica que surge em forma de redes de cooperação. O significado de trabalhar em redes de conexão traduz a ideia de pessoas se conectando com pessoas, interligando recursos e habilidades para colaborarem em objetivos comuns e obterem por meio da colaboração em rede, resultados satisfatórios para todos. O setor de beleza se integra por meio de conexões em rede de relacionamentos e se traduz em um empreendedorismo que se mostra dinâmico e de escala abrangente, pois permeia todos os estratos sociais. Os empreendedores deste setor associados a um sindicato de classe, buscam o respaldo institucional que permite-lhes desenvolver suas atividades dentro de um ambiente de integração que é proporcionado por uma rede de cooperação. Ao combinar empreendedorismo, associativismo e redes de cooperação, estes empreendedores podem alcançar desempenho econômico e aumento de relações sociais que antes eram limitados ou inexistiam pela falta de recursos estratégicos adequados para associar estes elementos. Com o propósito de contribuir com os estudos na área de redes de cooperação, esta pesquisa objetiva analisar como se comportam as relações sociais e econômicas de organizações de empreendedores do setor de beleza vinculados ao SINDICAB - Sindicato dos Cabeleireiros e Similares Autônomos do Estado de Sergipe, conectados em uma rede de cooperação. A metodologia utilizada neste estudo possui natureza qualitativa e é do tipo exploratória e descritiva. Os dados foram coletados das unidades de análise pertencentes às classes de empreendedores vinculados ao SINDICAB, por intermédio de entrevista semiestruturada e dados secundários coletados em documentos do sindicato, mídias, sites, revistas e redes sociais disponíveis para pesquisa. Para análise criteriosa do material coletado, utilizou-se a técnica de análise de conteúdo com três fases já estabelecidas: pré-análise; a exploração do material; e o tratamento dos resultados, a inferência e a interpretação (BARDIN, 2011). Os dados foram tratados observando-se a classificação definida pelas categorias de análise. As categorias de elementos de análise são: as características dos perfis do empreendedor e da organização; os relacionamentos de cooperação entre os empreendedores vinculados ao sindicato; as relações sociais presentes nas ações conjuntas entre os empreendedores vinculados ao sindicato; a ocorrência dos fatores competitivos indicados na teoria de redes. Como resultados conclusivos pode-se afirmar que os benefícios individuais e coletivos construídos no interior da rede de cooperação sindical, são baseados sobretudo nas relações sociais desenvolvidas e na possibilidade que os seus membros adquirem de manterem-se atualizados nos saberes e práticas que são fundamentais para o exercício das suas profissões e gestão dos seus negócios. A eficiência organizacional da rede pôde ser comprovada pelos ganhos competitivos auferidos por seus participantes em suas ações individuais e conjuntas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 6252676 - DEBORA ELEONORA PEREIRA DA SILVA
Presidente - 2550927 - JEFFERSON DAVID ARAUJO SALES
Externo à Instituição - ROMMEL DE SANTANA FREIRE
Interno - 1305647 - ROSANGELA SARMENTO SILVA

Notícia cadastrada em: 11/08/2021 14:08
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r17722-925b7210d0