A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: AGAIR JULIETE CAVALCANTE CARVALHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AGAIR JULIETE CAVALCANTE CARVALHO
DATA: 17/06/2021
HORA: 14:00
LOCAL: SALA VIRTUAL
TÍTULO: FORMAÇÃO EMPREENDEDORA NA EDUCAÇÃO BÁSICA: UM DIAGNÓSTICO NOS ESTADOS DE ALAGOAS, SERGIPE E BAHIA
PALAVRAS-CHAVES: Formação Empreendedora. Educação Básica. Empreendedorismo.
PÁGINAS: 91
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
SUBÁREA: Administração de Empresas
ESPECIALIDADE: Administração de Recursos Humanos
RESUMO:

Este estudo se propõe a realizar um diagnóstico da implementação da formaçãoempreendedora na Educação Básica, nos estados de Alagoas, Sergipe e Bahia. Para tantoforam traçados quatro objetivos específicos: (1) descrever as ações que as instituições deEducação Básica, públicas ou privadas, estão realizando em prol da implementação daformação empreendedora; (2) realizar uma análise comparativa entre a legislação e as açõesdas instituições de ensino que implementam a formação empreendedora na Educação Básica;(3) identificar os fatores necessários (recursos tangíveis e intangíveis fundamentais) para aimplementação da formação empreendedora na Educação Básica; (4) compreender a atuaçãode instituições e atores que fomentam a formação empreendedora na Educação Básica. Apesquisa fundamentou-se em três bases teóricas. Em primeiro lugar, foram apresentados oentendimento do fenômeno empreendedorismo e posteriormente adotou-se uma concepção deformação empreendedora embasada no desenvolvimento de um ser humano reflexivo, ético ecrítico, que conduz a sua própria vida, pessoal e profissional, seja atuando como funcionárioou empresário. Em segundo lugar, foram identificadas bases legais que norteiam a educaçãoempreendedora nas instituições de ensino – relatórios da UNESCO, LDB, BNCC, DCNEB.Para finalizar esta etapa, foram identificados fatores considerados fundamentais para aimplementação da formação empreendedora na Educação Básica – recursos, formação dosprofissionais de educação e formação de redes de cooperação. Coerente com o paradigma querepresenta o fenômeno estudado na literatura, esta pesquisa adota uma abordagem qualitativae interpretativista, cujos instrumentos de coleta de dados serão entrevista semiestruturada, omapa de empatia adaptado e análise documental. Para captação dos participantes, optou-sepela técnica snowball sampling, que deverá estar em conformidade com o universo escolhido,ou seja, representantes de instituições da Educação Básica, públicas ou privadas, comcomplexidade de nível 4 a 6, além dos atores e/ou instituições que fomentam a formaçãoempreendedora nessas escolas. Por fim, visando a relevância, com impacto socialeducacional, com esta pesquisa pretende-se gerar quatro produtos, que deverão serdisponibilizados para os profissionais de educação da região estudada, são eles: um game, uminfográfico, uma cartilha e a realização de uma mesa redonda com representantes dasinstituições envolvidas, de modo a promover o engajamento entre esses.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1654859 - MANUELA RAMOS DA SILVA
Interno - 1662887 - MARIA ELENA LEON OLAVE
Externo à Instituição - CLAUDIANI WAIANDT

Notícia cadastrada em: 09/06/2021 09:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r17715-9ce6d7c69e