A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados). Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Aceito
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA EDILMA DE JESUS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA EDILMA DE JESUS SANTOS
DATA: 01/09/2021
HORA: 15:00
LOCAL: Recurso Remoto (MEET)
TÍTULO: : HIV/AIDS: A ASSISTÊNCIA ÀS MULHERES SOROPOSTIVAS NA ATENÇÃO BÁSICA NO MUNICÍPIO DE ITABAIANA/SE
PALAVRAS-CHAVES: Atenção básica. Saúde. Feminização da HIV/AIDS. Gênero. Direitos.
PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Serviço Social
SUBÁREA: Serviço Social Aplicado
ESPECIALIDADE: Serviço Social da Saúde
RESUMO:

Compreende-se que as mulheres com HIV/AIDS têm apresentado situações de vulnerabilidade e necessidades específicas nem sempre reconhecidas e satisfeitas pelos serviços destinados à assistência de pessoas HIV/AIDS. Essas situações estão permeadas por relações desiguais de gênero e poder, apontam para a necessidade de estudos e de intervenção sobre a abordagem de gênero contemplando-se em particular, as mulheres com HIV/AIDS. Esta pesquisa tem como objetivo primordial analisar e identificar a relação entre a feminização do HIV/AIDS e sua interface com as desigualdades de gênero em mulheres soropositivas atendidas na Atenção Básica do município de Itabaiana/SE. O materialismo histórico dialético oferece elementos epistemológicos e ontológicos para a compreensão da totalidade do objeto desta pesquisa na sociedade capitalista, estabelecendo-se uma relação com as determinações do real. A abordagem feminista mostra-se pertinente, por se tratar de uma investigação no âmbito dos estudos de gênero, priorizando-se a descoberta de temas, categorias e conceitos, a partir dos dados do fenômeno, da atuação desta pesquisadora e de sua visão de mundo, como instrumento primário de compreensão do objeto. A metodologia de caráter qualitativo tem por base fontes documentais e bibliografias como: a) consulta ao Banco de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) com o recorte temporal de 2014-2020, para o mapeamento da produção do conhecimento sobre o objeto no campo do Serviço Social; b) prontuários da Secretaria de Saúde/ de Sergipe com dados de atendimentos das mulheres soropositivas, priorizando-se a Atenção Básica do Município de Itabaiana no marco temporal indicado. A revisão bibliográfica, cuja base teórica se encontra em livros e artigos científicos, clássicos e contemporâneos, se dará no processo metodológico, na abordagem da temática, na interlocução da teoria e dos dados, a partir das análises das fontes documentais. Desigualdades em saúde – nas condições de saúde ou nos serviços de saúde – não são um ‘fato da natureza’. A retificação dessas desigualdades, no presente e no passado, sempre envolveu confrontar as injustiças sociais. Para alcançar a equidade em saúde, o principal foco dos serviços de saúde e de saúde pública deve ser a equidade em saúde – e não apenas a obtenção de um padrão médio de saúde.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 155.249.575-20 - MARIA HELENA SANTANA CRUZ
Interno - 1702454 - VERA NUBIA SANTOS
Interno - 1705811 - CATARINA NASCIMENTO DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - JOSEFA LUSITÂNIA DE JESUS BORGES

Notícia cadastrada em: 19/08/2021 12:30
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r16418-219d26904e