A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: LEANDRO DE SANTANA SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LEANDRO DE SANTANA SANTOS
DATA: 30/08/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Miniauditório do PROEC
TÍTULO: Análise do comportamento da vazão do rio Araguari – MG frente às mudanças no uso do solo, com ênfase na expansão da fronteira agrícola da soja
PALAVRAS-CHAVES: Modelagem; rio Araguari; Soja
PÁGINAS: 103
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Civil
SUBÁREA: Engenharia Hidráulica
ESPECIALIDADE: Hidrologia
RESUMO:

O Brasil tem passado nas últimas décadas por uma expansão significativa da fronteira agrícola, sendo que nos anos mais recentes o crescimento de culturas alvo de exportações tem sido bastante acentuada. Esse crescimento, se desordenado, pode levar a médio e longo prazo ao estresse hídrico de bacias hidrográficas, causando déficits de atendimento e até mesmo aumento o risco de conflitos pelo uso d’água. Sendo assim, o escopo desse estudo foi a análise das alterações no regime de vazões da bacia do rio Araguari-MG. Para isso, foi realizada uma análise do uso do solo com dados anuais provenientes da plataforma MapBiomas. Esses dados foram selecionados e condicionados com apoio do software QGIS. Uma vez feita essa análise, foi realizado o cálculo de projeções de mudança do uso do solo, e posteriormente esses dados foram transformados em vazão demandada por cada grupo de uso considerado no estudo. Para análise estatística nas séries históricas de chuva e vazão, foram empregados os testes de Spearman e Pettitt, bem como a avaliação da homogeneidade, e posteriormente inseridos no modelo hidrológico AcquaNet. A modelagem foi referente ao comportamento da área drenada pela UHE Nova Ponte pelo para dois cenários futuros: tendencial e de crise hídrica, construídos com os valores estimados de mudança no uso do solo, objetivando verificar a suscetibilidade do rio ao atendimento das demandas futuras para um horizonte de 10 anos, e a influência do aumento de área plantada de soja nas demandas futuras. O estudo identificou que a bacia já possui uma alta demanda no presente momento, e que a perspectiva de crescimento da área de cultivo das culturas analisadas levará a um aumento vertiginoso na demanda hídrica da bacia, com valores chegando a 180% da vazão máxima outorgável para o período tendencial e 260% da vazão máxima outorgável no cenário crítico, no qual o comportamento é mais acentuado. Por fim, através do teste estatístico de correlação linear R de Pearson e do rs de Spearman, foi identificado que a soja é a principal causadora da alta demanda da bacia, com sua estatística assumindo um valor de 0,76 e 0,91 nos cenários tendencial e critico respectivamente, com um p-valor inferior a 2% para o teste de Pearson e para o rs de Spearman seus valores foram 0,67 e 0,88 nos cenários tendencial e crítico, respectivamente, com o p-valor inferior a 4%. Por fim, o sistema se mostrou pouco confiável e com baixa resiliência, quando aplicado os índices de desempenho, esses resultados apontam que poderá haver um risco de conflitos futuros pelo uso da água na região.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ERWIN HENRIQUE MENEZES SCHNEIDER
Presidente - 2093438 - LUDMILSON ABRITTA MENDES
Externo à Instituição - MARCUS AURÉLIO SOARES CRUZ

Notícia cadastrada em: 23/08/2022 18:37
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r18160-36a7f68df5