A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: IASMIM DANTAS DOS SANTOS E SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IASMIM DANTAS DOS SANTOS E SANTOS
DATA: 30/11/2022
HORA: 09:00
LOCAL: https://meet.google.com/ruu-zxsv-zxc
TÍTULO: Perfil Clínico-Epidemiológico das Infecções Respiratórias virais no Período de 2020-2022 em Sergipe - Brasil.
PALAVRAS-CHAVES: Virus respiratórios; epidemiologia; pandemia.
PÁGINAS: 28
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Parasitologia
RESUMO:

As epidemias respiratórias causadas por vírus ainda são altamente prevalentes na população humana. De modo geral, as infecções respiratórias causadas por agentes etiológicos virais tendem a se resolver sem tratamento, mas em alguns casos, em indivíduos muito jovens, idosos ou portadores de outras doenças, podem ocorrer complicações mais graves. No Brasil existe um monitoramento do vírus influenza a mais de 20 anos, mas por conta da pandemia causada pelo SARS-CoV-2, o sistema de vigilância sofreu alterações para acompanhar esse novo agente. É importante destacar que embora a vigilância acompanhe especificamente alguns vírus mais de perto, existem os outros vírus respiratórios que também representam um grande impacto clinico-epidemiológico na população, como é possível verificar nos dados divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde de Sergipe, que identificou outros 9 vírus respiratórios circulando no estado durante a pandemia. Dessa maneira, a vigilância desses outros vírus também é importante e necessária para um bom planejamento dos casos esperados durante a sazonalidade, considerando que acompanhar e conhecer a epidemiologia dessas infecções pode contribuir para uma melhor organização e indicar as prioridades no destino dos recursos humanos e financeiros. Dessa forma, o presente trabalho tem como objetivo descrever o perfil clínico-epidemiológico das infecções respiratórias pelos diferentes agentes virais no período de 2020-2022 em amostras enviadas para o LACEN em Sergipe. Para isso, estão sendo coletados os dados clínicos e sociodemográficos das Fichas de Notificação: Síndrome Gripal e/ou Síndrome Respiratória Aguda Grave que estão armazenadas em sistemas do LACEN. Esses foram organizados e estão sendo realizadas análises espacial e espaço-temporal, que demostram a incidência desses outros vírus respiratórios e a autocorrelação espacial. Dessa forma, o que se espera é apresentar informações sobre a contribuição de diferentes agentes etiológicos virais na epidemiologia das infecções respiratórias durante a pandemia do SARS-CoV-2, por meio da descrição do perfil clínico-epidemiológico das infecções respiratórias do estado, o que pode contribuir para futuros delineamentos que auxiliem no diagnóstico, tratamento e programas que visem melhorar a saúde da população.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDREA REGINA DE SOUZA BAPTISTA
Presidente - 1897681 - LUCIANE MORENO STORTI DE MELO
Interno - 728.858.587-53 - RICARDO LUIZ DANTAS MACHADO

Notícia cadastrada em: 25/11/2022 15:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2023 - UFRN - ema2.ema2 v3.5.16 -r18303-e3ba61daf4