Notícias

Banca de DEFESA: MATHEUS OLIVEIRA SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MATHEUS OLIVEIRA SOUZA
DATA: 17/08/2018
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de videoconferência do PROEE no DEL-Departamento de Engenharia Elétrica
TÍTULO: SENSOR DE NÍVEL TIPO DESLOCADOR COM AUTOCOMPENSAÇÃO DA DENSIDADE DO LÍQUIDO
PALAVRAS-CHAVES: Medição de nível, autocompensação da densidade, sensor tipo deslocador, célula de carga.
PÁGINAS: 68
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Elétrica
RESUMO:

A medição de nível desempenha um papel crucial em várias aplicações industriais e científicas, tais como produção e refino do petróleo, agricultura, hidrologia, ciências do solo, indústrias alimentícias, indústrias farmacêuticas, dentre outras. Devido à necessidade de mensurar nível em ambientes distintos e para diferentes líquidos, sólidos granulados ou pó, vários métodos de medição de nível têm sido desenvolvidos, por exemplo, o sensor capacitivo, infravermelho, hidrostático, ultrassônico, radar, \textit{laser}, óptico, deslocador, dentre outros. Cada um com suas vantagens e desvantagens. Em particular, o sensor de nível tipo deslocador tem alta linearidade, precisão e exatidão, além de ser uma tecnologia de baixo custo e instalação simples. Entretanto, esse tipo de sensor estima o nível indiretamente medindo a força empuxo em um deslocador conectado a uma célula de carga, o que o torna muito sensível a variações na densidade do mensurando, como consequência o mesmo também é sensível a variações na temperatura do líquido, pois a densidade é sensível à temperatura. Isso inviabiliza a aplicação dessa tecnologia em atividades que a densidade ou a temperatura do líquido não é mantida em uma faixa pequena de variação, como nas indústrias farmacêuticas, alimentícias e petrolíferas. Para viabilizar a aplicação do sensor de nível tipo deslocador em tais atividades, neste trabalho é proposto e construído um método de medição de nível tipo deslocador com autocompensação da densidade do líquido. O método proposto usa a relação entre as forças de empuxo medidas por dois deslocadores e duas células de carga para tornar o sensor idealmente insensível às variações na densidade do mensurando, e como consequência, insensível a variações na temperatura do líquido, tal característica é observada nos resultados por simulação. Os resultados experimentais com o protótipo mostram que o sistema tem alta linearidade, é capaz de mitigar a sensibilidade à densidade do mensurando, e tem potencial para fazer medições precisas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2562054 - CARLOS ALBERTO VILLACORTA CARDOSO
Externo ao Programa - 1336178 - JOSE ANTONIO FERREIRA LEITE
Externo à Instituição - RAIMUNDO CARLOS SILVÉRIO FREIRE
Notícia cadastrada em: 02/08/2018 08:57
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2019 - UFRN - cardeal.ufs.br.cardeal1 v3.5.16 -r6047-5b19de7b4