Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARINA FREIRE DE SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARINA FREIRE DE SOUZA
DATA: 31/01/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Miniauditório do CCBS, Campus de São Cristóvão
TÍTULO: PREJUÍZOS MOTORES, NA MEMÓRIA E ANSIEDADE ASSOCIADOS AO DESBLANÇO DOPAMINÉRGICO E BDNF APÓS EXPOSIÇÃO REPETIDA DE DELTAMETRINA EM RATOS.
PALAVRAS-CHAVES: piretróides tipo II; prejuízo motor; memória; dopamina; BDNF.
PÁGINAS: 110
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Biologia Geral
RESUMO:

A Deltametrina (DM) é um piretróide do tipo II usado no controle de pragas, nasaúde pública, no ambiente doméstico e no controle de vetores. Usadoindiscriminadamente no cotidiano, acredita-se ser causador de danos nosistema nervoso e pode ser associado a doenças neurodegenerativas. Diantedisso, o objetivo deste trabalho foi avaliar se os prejuízos motores, na memóriae ansiedade associados ao desbalanço dopaminérgico e BDNF após exposiçãorepetida de DM em dois modelos distintos de exposição em ratos,assemelham-se às alterações observadas na doença de Parkinson. Foramutilizados 90 ratos da linhagem Wistar, com idade entre 9 e 10 meses eadquiridos do Biotério setorial do Departamento de Fisiologia da UniversidadeFederal de Sergipe. Todos os procedimentos foram aprovados pelo Comitê deética em pesquisa animal da UFS sob o número de protocolo n. 19/2017. Otrabalho foi dividido em 2 etapas: etapa 1, via inalatória e etapa 2,administração i.c.v. de DM. Na etapa 1, os animais foram divididos em 4grupos: controle (CTR, solução salina 0,9%), DM2 (2 mg de DM); DM4 (4 mgde DM) e DM8 (8 mg de DM). Foram realizadas 9 ou 15 inalações, uma a cada48 horas. Metade dos animais de cada grupo foi randomicamente selecionadae morta 24 h após a 9ª ou 15ª (última) inalação. Ao longo do experimento osanimais foram submetidos aos testes de catalepsia, campo aberto, placaperfurada, Labirinto em Cruz Elevado Modificado e interação social. Na etapa2, os animais foram divididos em 2 grupos: controle (CTR, solução salina 0,9%)e DM (tratados com 5 µg de DM diluído em 2 µl de solução salina 0,9%). Foramrealizadas 6 injeções i.c.v., uma a cada 48 horas. Metade dos animais de cadagrupo foi randomicamente selecionada e morta 24h ou 16 dias após a sextainjeção. Ao longo do experimento os animais foram submetidos aos testes decatalepsia, campo aberto, discriminação olfativa, Movimentos orofaciais, placaperfurada, interação social e Teste do Nado Forçado. Ao final de ambosexperimentos, os cérebros dos animais foram submetidos a imunohistoquímicapara Tirosina Hidroxilase (TH) e BDNF em diferentes áreas. Nas duas etapasforam observadas alterações comportamentais, sendo na etapa 1 esse efeitodependente da dose. Na etapa 1, nos animais mortos 24 h após a 9ªadministração de DM, foi observada uma redução da imunorreatividade paraTH em áreas motoras e um aumento de BDNF no estriado dorsal e em áreashipocampais. 24 horas após a 15ª inalação houve redução de TH na SNPc eVTA e redução de BDNF dos animais do grupo DM8 comparados ao grupoCTR, no SD e CA1. Na etapa 2, os resultados para TH foram semelhantes aosobservados na etapa 1. Entretanto, para BDNF, 24 h após a última injeçãoi.c.v., os animais tratados com DM apresentaram redução da imunorreatividadeno SD, e aumento dessa marcação nas áreas hipocampais CA1, CA3 e GD. 16dias após a 6ª injeção, houve um aumento do BDNF em todas áreas avaliadasquando comparados ao grupo CTR. As alterações comportamentais eneuroquímicas induzidas pela DM é dependente da via utilizada e do regime deexposição adotado e assemelha-se ao que ocorre em doençasneurodegenerativas como a doença de Parkinson.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1698148 - ENILTON APARECIDO CAMARGO
Externo ao Programa - 1316604 - LUIS FELIPE SOUZA DA SILVA
Externo à Instituição - RICARDO GUIMARÃES AMARAL
Notícia cadastrada em: 15/01/2020 13:57
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r11747-970edecc06