Notícias

Banca de DEFESA: ALYNNE KAREN MENDONCA DE SANTANA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALYNNE KAREN MENDONCA DE SANTANA
DATA: 31/07/2013
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 01 da POSGRAP
TÍTULO: Efeito leishmanicida e apoptótico do óleo essencial de Lippia gracilis e do carvacrol em formas promastigotas de Leishmania chagasi
PALAVRAS-CHAVES: Apoptose, produtos naturais, leishmaniose visceral
PÁGINAS: 55
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Parasitologia
SUBÁREA: Protozoologia de Parasitos
ESPECIALIDADE: Protozoologia Parasitária Humana
RESUMO:

A Leishmaniose Visceral (LV) é uma doença parasitária, que no Brasil é causada pela Leishmania chagasi, com grande impacto na saúde pública devido sua prevalência e gravidade, podendo levar a morte quando não tratada. O tratamento da LV é baseado na quimioterapia, porém o valor clínico dos medicamentos disponíveis tem sido questionado devido à alta toxicidade e efeitos colaterais que apresentam, além da resistência reportada em alguns isolados. Assim, a busca por novas estratégias terapêuticas eficazes é necessária para que se possa desenvolver novas e melhores drogas para o tratamento da LV. Os produtos naturais representam uma vasta fonte de novos agentes terapêuticos para o tratamento de enfermidades humanas. O presente estudo teve como objetivo avaliar o efeito leishmanicida e apoptótico do óleo essencial de Lippia gracilis (OELG) e do carvacrol. Promastigotas de Leishmania chagasi foram incubados na presenca de concentrações crescentes do oleo essencial e do carvacrol por 24 horas. Após esse período foi realizada a contagem dos parasitas em câmera de Neubauer. A IC50 e a CC50 foram determinadas por análise de regressão. A avaliação das alterações na permeabilidade da membrane dos promastigotas foi realizada através da marcação com Iodeto de Propídeo (IP), e para a detecção de morte por apoptose foi utilizada a dupla marcação com anexina V e iodeto de propídio (IP). Todas as análises foram realizadas utilizando o citômetro de fluxo Attune® Acoustic Focusing (Life Technologies). O crescimento dos parasitas foi inibido de forma eficiente quando incubados com o OELG e seu componente majoritário, carvacrol. As IC50 encontradas para o OELG e carvacrol foram de 85.2 e 86.9 μg.mL-1, respectivamente. Embora a CC50 para os macrófagos murinos seja de 101,77 e 48,92 μg.mL-1, para o OELG e carvacrol, respectivamente. Estes dados indicam que o carvacrol apresentou maior citotoxicidade, com um índice de seletividade (IS) de 0,56, enquanto o OELG apresentou 1,19. As analyses da morfologia dos promastigotas por citometria de fluxo revelaram que o OELG e o carvacrol induziram uma retração no tamanho dos parasitas. Um aumento gradual foi observado em células IP positivas, indicando que o tratamento com o óleo essencial e o carvacrol modificam a permeabilidade da membrana. Por outro lado, o percentual de promastigotas positivos para anexina V reduziu com o aumento das concentrações do OELG. Entretanto, o número de células que apresentou dupla marcação para anexina V e IP aumentou, indicando que o OELG gera um efeito de apoptose tardia. Já o tratamento com 60 μg.mL-1 do carvacrol mostrou intensa degradação dos parasitas e apresentou características de morte por necrose. Desta forma, os resultados sugerem que o efeito leishmanicida do OELG é mediado por apoptose, enquanto o a morte celular induzida pelo tratamento com o carvacrol apresenta características de necrose.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - CRISTIANE BANI CORRÊA
Presidente - 2213089 - RICARDO SCHER
Externo ao Programa - 1511959 - TATIANA RODRIGUES DE MOURA
Notícia cadastrada em: 30/07/2013 12:09
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r10668-754907a47