A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: SUELLEN MARIA SANTANA ANDRADE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SUELLEN MARIA SANTANA ANDRADE
DATA: 25/08/2022
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Seminários do PEQ
TÍTULO: ESTUDO DA APLICAÇÃO CONTÍNUA E INTERMITENTE DE RADIAÇÃO INFRAVERMELHO PARA A SECAGEM DE CASCAS RESIDUAIS DA MANDIOCA
PALAVRAS-CHAVES: Biomassa, Secagem IV, Intensificação do processo, Consumo de energia, Qualidade do produto.
PÁGINAS: 30
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
RESUMO:

O consumo da mandioca como alimento básico é muito difundido na cultura brasileira, principalmente na região nordeste, onde é amplamente comercializada em feiras livres, gerando após um processamento mínimo casca e entrecasca como principais resíduos, que em sua maioria, são dispostos de forma inadequada como lixo comum, contribuindo para degradação ambiental devido a sua alta toxidade, associada à liberação de cianeto. O potencial aproveitamento dessa biomassa residual lignocelulósica para produção de biogás, bio-óleo, biocarvão e energia térmica através de processos de gaseificação, pirólise e combustão, pode além de contribuir para agregar valor ao subproduto, mitigar um problema de caráter ambiental. Entretanto, em razão do alto teor de umidade desse resíduo agrícola, (65 ± 5)% b.u., a secagem é uma operação essencial para a preservação da biomassa por um longo período de armazenamento, além de reduzir os níveis de cianeto e assegurar uma maior eficiência nos processos de conversão termoquímica. Dentro desse contexto, neste trabalho foi investigado o efeito da radiação IV sobre a transferência de massa na secagem de partículas provenientes da casca residual de mandioca, bem como avaliado o potencial de sua aplicação intermitente em intensificar o processo e reduzir o seu consumo de energia. Os experimentos de secagem foram conduzidos com temperaturas da fonte IV de 200, 300 e 400oC, e períodos de têmpera de 5, 10 e 20 min, o que levou a razões de intermitência de 1, 2/3, ½ e 1/3. A avaliação energética do processo foi realizada em termos do consumo específico de energia. A qualidade da biomassa desidratada foi avaliada com base na determinação dos teores de materiais voláteis, cinzas e carbono fixo, bem como do poder calorífico. A combinação de períodos de aquecimento IV com períodos de têmpera resultou em características de secagem melhoradas do produto. A intermitência reduziu o tempo líquido de aquecimento IV em até 37%, o que resultou numa economia de energia também de 37%. A operação do secador com temperatura da fonte IV de 200oC e razão de intermitência 1/3 mostrou-se como a mais adequada, do ponto de vista da intensificação do processo e da economia de energia obtida. A aplicação bem sucedida da radiação IV intermitente é um importante desenvolvimento para minimizar o consumo de energia na secagem da casca de mandioca. Os resultados desse estudo servem de base para uma integração promissora de processos assistidos pelo aquecimento IV para secagem de outras biomassas. Os teores de cinzas, material volátil e de carbono fixo, em base seca, variaram de 3,95 a 5,87%; 79,5 a 84,96 %; e 10,02 a 16,37%, respectivamente. A composição elementar de CHN-O variou de 52,35 a 57,94; 7,79 a 8,46 a%; 0,89 a 1,18%; 42,10 a 47,95%. A partir das análises físico-química e térmica realizadas, a biomassa oriunda da casca de mandioca pode ser caracterizada como uma matéria-prima promissora para a produção de bioenergia, com grande potencial para a produção de carvão ativado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1452214 - MANOEL MARCELO DO PRADO
Interno - 2178474 - ROBERTO RODRIGUES DE SOUZA
Externo ao Programa - 1708289 - LUANDA GIMENO MARQUES

Notícia cadastrada em: 25/08/2022 08:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - dragao2.dragao2 v3.5.16 -r18154-6e174eae4e