A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: IZIS PALILLA PEREIRA DE SENA CARVALHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IZIS PALILLA PEREIRA DE SENA CARVALHO
DATA: 24/05/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Remoto
TÍTULO: TRATAMENTO DE EFLUENTE DE LATICÍNIOS COM A MICROALGA Chlorella vulgaris
PALAVRAS-CHAVES: efluentes lácteos, tratamento, Chlorella, modelo matemático
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
SUBÁREA: Processos Industriais de Engenharia Química
ESPECIALIDADE: Processos Bioquímicos
RESUMO:

O estudo de melhorias para o tratamento de efluentes industriais têm trazido diversas inovações sustentáveis. Entre elas, o uso das microalgas como alternativa promissora para remediação de resíduos orgânicos. Ainda, esses microrganismos produzem biomassa de alto valor agregado, com aplicação na indústria farmacêutica, cosméticos, biocombustíveis e fertilizantes. O objetivo deste trabalho foi o tratamento de efluente de laticínios com a microalga Chlorella vulgaris. O efluente foi coletado em duas condições distintas, com gordura e sem gordura. Os ensaios foram realizados em frasco agitado e com luminosidade artificial durante um período de nove dias. Os resultados mostraram que o tratamento foi eficiente para remoção dos compostos orgânicos. O íon amônio apresentou o maior percentual, alcançando no 9° dia os percentuais de 98,88% e 96,81% para os efluentes com e sem gordura, respectivamente. O modelo matemático proposto apresentou coeficiente de determinação R2 de 0,9976 para o íon amônio, demonstrando desempenho preditivo eficiente para representar os dados experimentais. Com isso, o tratamento de efluente de laticínios com a microalga se mostrou uma alternativa sustentável, promissora e de baixo custo, visto que a biomassa produzida pode ser destinada para diversos fins.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1715065 - ROGERIO LUZ PAGANO
Interno - 6426189 - ANTONIO SANTOS SILVA
Externo ao Programa - 2581604 - CRISTINA FERRAZ SILVA

Notícia cadastrada em: 13/05/2022 15:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - ema3.ema3 v3.5.16 -r18160-36a7f68df5