A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DOUGLAS DA CRUZ SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DOUGLAS DA CRUZ SANTOS
DATA: 15/12/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Google Meet (meet.google.com/nsf-idjt-ifj)
TÍTULO: ESTUDO DA OBTENÇÃO DE CRÉDITOS DE CARBONO ATRAVÉS DA BIOFIXAÇÃO DE CO2 USANDO MICROALGAS CULTIVADAS EM ÁGUAS RESIDUAIS
PALAVRAS-CHAVES: microalga, modelo matemático, biofixação, dióxido de carbono
PÁGINAS: 31
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
RESUMO:

O alto índice de emissão de na atmosfera eleva o nível de preocupação dos cientistas com o efeito estufa no planeta. Com isso, a biofixação de usando microalgas é uma das tecnologias mais promissoras e ambientalmente benignas. Neste trabalho, um modelo cinético do processo de crescimento de microalgas simples e robusto foi implementado no FORTRAN e resolvido com a aplicação de sub-rotinas da DASSL, para aplicação e controle do processo de cultivo de microalgas em água residuais. O modelo é composto por um conjunto de equações diferenciais advindas do balanço de massa para o crescimento da microalga e dos seus respectivos nutrientes e interferentes no processo. Em seguida, um conjunto de dados experimentais colhidos da literatura é utilizado para estimar parâmetros cinéticos significativos no processo, utilizando o pacote ESTIMA. Na estimação, a função-objetivo adotada foi a de mínimos quadrados. Sendo que, o critério de menor valor da função objetivo foi utilizado para a escolha do conjunto de parâmetros que melhor se ajustou aos dados experimentais do modelo. Desse modo, os parâmetros estimados a partir da resolução do modelo foi: a taxa específica de crescimento de microalgas (μmax), a taxa de mortalidade de microalgas (μd), a taxa de oxidação do para (μb), a taxa de crescimento específico da microalga usando como fonte de nitrogênio (μmaxNO3) e as constantes de meia saturação para nitrogênio amoniacal (KN) e ortofosfato (KP). Assim, a partir do modelo resolvido foi possível realizar o cálculo da quantidade equivalente da biofixação de no processo de tratamento de efluentes utilizando microalgas. E, de acordo com os dados analisados, o modelo matemático descreveu o processo a partir dos dados experimentais de forma satisfatória. Os valores dos parâmetros estimados neste modelo foram fisicamente realísticos e descreveram com boa precisão os dados experimentais. O valor da taxa específica do crescimento de microalga (μmax) estimada a partir dos dados experimentais foi de 0,6193 dia-1, sendo este valor consistente de acordo com a literatura. A eficiência da remoção de nitrogênio foi de 62,6% enquanto a de fósforo chegou a 30%, de acordo com a resolução do modelo. Para o equivalente no meio de cultura, o modelo previu um sequestro de 470 mg de dióxido de carbono por litro de meio de cultura de microalga. Isto equivale a retirada anual de 1180t de do meio ambiente para uma estação de tratamento com um conjunto de lagoas de estabilização de 251.103m³. O faturamento anual da empresa, considerando o valor do crédito de carbono em dezembro/2021, chegaria a cerca de 104,882.96 € por ano com a venda de créditos de carbono a partir do tratamento de efluentes com microalgas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1715065 - ROGERIO LUZ PAGANO
Interno - 2400083 - RODOLPHO RODRIGUES FONSECA
Interno - 2178474 - ROBERTO RODRIGUES DE SOUZA
Externo ao Programa - 2581604 - CRISTINA FERRAZ SILVA

Notícia cadastrada em: 13/12/2021 13:34
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - ema2.ema2 v3.5.16 -r18160-36a7f68df5