A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DANIELA SILVA DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIELA SILVA DOS SANTOS
DATA: 20/02/2018
HORA: 09:00
LOCAL: PEQ
TÍTULO: ESTUDO DO PROCESSO DE FLOCULAÇÃO DA BIOMASSA DE MICROALGA CHLORELLA VULGARIS
PALAVRAS-CHAVES: Microalga, Chlorella vulgaris, floculante
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
SUBÁREA: Processos Industriais de Engenharia Química
ESPECIALIDADE: Processos Bioquímicos
RESUMO:

Microalgas são micro-organismos fotossintéticos, caracterizados como células autossuficientes que produzem e armazenam energia, sua estrutura unicelular permite que elas convertam facilmente a energia solar em energia química. Cultivos de microalgas têm sido realizados visando à produção de biomassa tanto para uso na elaboração de alimentos quanto para a obtenção de compostos naturais com alto valor no mercado mundial. A recuperação da biomassa de microalgas corresponde de 20 a 30% do custo total do processo de produção de biomassa, tornando-se necessário o desenvolvimento de técnicas de separação mais eficientes e de menor custo operacional .Tal separação pode ser executada de diferentes métodos, dentre eles a sedimentação. Diversos fatores influenciam na eficiência da sedimentação das microalgas, o objetivo deste estudo foi testar diferentes tipos de floculantes naturais – Adenanthera pavonina, Moringa oleífera Lam e Abelmoschus esculentus – modificando suas varáveis de entrada (pH e concentração de floculante) a fim de obter a maior eficiência na remoção de biomassa microalgal. Através desta observação foi verificado que o Abelmoschus esculentus (goma de quiabo) e a Moringa oleífera Lam foram os floculantes mais eficientes, mostrando uma capacidade de remoção de biomassa acima de 90% em suas condições ótimas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2581604 - CRISTINA FERRAZ SILVA
Interno - 2178474 - ROBERTO RODRIGUES DE SOUZA
Externo ao Programa - 2632257 - JACQUELINE REGO DA SILVA RODRIGUES

Notícia cadastrada em: 10/01/2018 12:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r18160-36a7f68df5