A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: KRYSLAINE MACHADO DE ALMEIDA DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KRYSLAINE MACHADO DE ALMEIDA DOS SANTOS
DATA: 29/01/2015
HORA: 10:00
LOCAL: Mini auditório do CCET
TÍTULO: AVALIAÇÃO DE UM MEIO FILTRANTE UTILIZANDO A MORINGA oleífera LAM PARA TRATAMENTO DE ÁGUA PRODUZIDA
PALAVRAS-CHAVES: Moringa oleífera Lam, meio filtrante, água produzida
PÁGINAS: 72
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
RESUMO:

Cresce cada vez mais as explorações de petróleo no Brasil e no mundo, o que demanda a minimização ou mitigação dos impactos ambientais que esta exploração pode causar. Para o meio ambiente, as medidas tomadas por certas indústrias são prejudiciais quando se trata do descarte dos efluentes brutos ou fora dos limites de lançamento estabelecidos nas Resoluções específicas do CONAMA. Com isso, o tratamento desses efluentes vem sendo alvo de muitos estudos no mundo, principalmente no que se refere à oportunidade de utilizar meios alternativos, viáveis e inovadores para minimizar tais problemas. O presente trabalho tem por finalidade avaliar os meios filtrantes à base de derivados da Moringa oleífera Lam, para remoção de óleos e graxas da água produzida, efluente este que ocupa a primeira posição em quantidade na indústria de petróleo. Os experimentos foram realizados no Laboratório de Tecnologias Alternativas (LTA) do Departamento de Engenharia Química (DEQ) da Universidade Federal de Sergipe (UFS). Foram preparados água produzida sintética (APS) e realizados ensaios de filtração, em unidade piloto, utilizando como meio filtrante a vagem completa, casca e torta de moringa nos diâmetros de 1,70 mm (G1), 0,84 mm (G2) e 1,18 mm (G3) e para fins de comparação foi feito um ensaio com o meio filtrante casca de nozes. Dentre esses filtrantes o que apresentou uma melhor remoção de óleo/água foi a casca de moringa, com 61,2%. Também foi calculado o fluxo de filtrado para cada leito e o que obteve um melhor fluxo foi o MF2-G1 com 2,92 cm³/cm².s. A utilização dos constituintes da Moringa oleífera Lam, principalmente a casca, apresentou resultados muito significativos como meio filtrante no processo de filtração, podendo ser considerada como uma técnica alternativa para o tratamento de água produzida.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 426680 - GABRIEL FRANCISCO DA SILVA
Interno - 2468009 - ANTONIO MARTINS DE OLIVEIRA JUNIOR
Externo ao Programa - 2022042 - DANIEL PEREIRA DA SILVA

Notícia cadastrada em: 21/01/2015 14:35
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - ema3.ema3 v3.5.16 -r18154-6e174eae4e