Notícias

Banca de DEFESA: TÂMARA NATASHA GONZAGA DE ANDRADE SANTOS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TÂMARA NATASHA GONZAGA DE ANDRADE SANTOS
DATA: 27/03/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do DFA
TÍTULO: IMPACTO DE UM MODELO DE PRONTUÁRIO ORIENTADO PARA PROBLEMAS RELACIONADOS A MEDICAMENTOS EM PACIENTES HOSPITALIZADOS.
PALAVRAS-CHAVES: problemas relacionados a medicamentos, prontuário orientado para problemas, interação medicamentosa manifestada, tempo de internação, unidade de terapia intensiva
PÁGINAS: 200
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Introdução. A revisão da farmacoterapia em pacientes críticos pode - por meio da redução de problemas relacionados a medicamentos (PRM), reduzir custos e tempo de permanência em unidades de terapia intensiva (UTI). Atualmente os métodos para revisão da farmacoterapia disponíveis na literatura tem como base adaptações do prontuário orientado para resolução de problemas intitulado SOAP. Apesar deste método ser largamente utilizado na prática clínica, ele não foi desenvolvido com o intuito de identificar problemas farmacoterapêuticos. Objetivo. Desenvolver um modelo de prontuário orientado para problemas relacionados a medicamentos (POPPRM) em pacientes hospitalizados. Método. Este estudo foi realizado em quatro etapas. Na primeira etapa, foi realizada uma revisão sistemática da literatura, a fim de determinar a prevalência de interações medicamentosas manifestadas (IM manifestadas) em pacientes hospitalizados. A segunda etapa consistiu no desenvolvimento metodológico de um prontuário orientado para PRM com base nas referências encontradas em busca da literatura e na expertise e experiência dos autores. Na terceira etapa, foi elaborado um protocolo para desenvolvimento de um ensaio clínico controlado randomizado para determinação do efeito de um modelo de POPPRM de pacientes internados em unidade de terapia intensiva (UTI) sobre o tempo de internação. Na quarta etapa, foi realizado um ensaio clínico randomizado para determinar o efeito de um prontuário orientado para PRM sobre o tempo de internação de pacientes em unidade de terapia intensiva. Resultados. Na primeira etapa do estudo, a prevalência combinada de IM manifestadas clinicamente foi de 9,2% (IC 95% 4,0 - 19,7). Na segunda etapa, com base nas referências encontradas na busca da literatura e na expertise e experiência dos autores (TNGAS; ADOF), a Versão 1 (Diagnosis-Adverse Clinical Findings-Medicines (DAM) foi obtida. Na terceira etapa, foi elaborado um protocolo de estudo para avaliar o efeito de um modelo de POPPRM sobre o tempo de internação em pacientes internados em UTI. Na quarta etapa, houve diferença significativa no tempo de internação, entre o grupo intervenção e grupo controle respectivamente, com 7,08 dias (4,38%) e 10,7 dias (6,32%). Entre os desfechos secundários pré-especificados, houve uma diferença significativa na taxa de óbito entre os dois grupos, com 5 óbitos (6,58%) no grupo intervenção e 19 (25,68%) no grupo controle. Conclusão. As IM potenciais são preditores fracos para danos reais aos pacientes. Neste cenário, há necessidade de mudança de paradigmas na prática de otimização da farmacoterapia a partir métodos clínicos voltados para o rastreio de manifestações clínicas das IM. Deste modo, foi elaborado um POPPRM a partir de um estudo de desenvolvimento metodológico que poderá ser utilizado na prática clínica a fim de otimizar o processo de trabalho dos profissionais de saúde nos hospitais bem como os desfechos clínicos, econômicos e humanísticos dos pacientes. Além disso, o POPPRM reduziu o tempo de hospitalização, mortalidade hospitalar e melhora nos scores da escala de prognóstico SOFA.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 949.166.594-49 - ALFREDO DIAS DE OLIVEIRA FILHO
Externo à Instituição - CARINA CARVALHO SILVESTRE
Interno - 1964297 - CRISTIANI ISABEL BANDERO WALKER
Externo ao Programa - 2928605 - GISELLE DE CARVALHO BRITO
Interno - 1467719 - LUCINDO JOSE QUINTANS JUNIOR
Notícia cadastrada em: 16/03/2020 08:32
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r10803-399c5c35c