Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: RENATA FERRAZ FIGUEIREDO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RENATA FERRAZ FIGUEIREDO
DATA: 16/12/2019
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório do DFA
TÍTULO: Efetividade, eficácia e percepção do tratamento medicamentoso para fibromialgia: overview e estudo qualitativo
PALAVRAS-CHAVES: fibromialgia, farmacoterapia, efetividade, eficácia, overview, grupo focal.
PÁGINAS: 94
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Efetividade, eficácia e percepção do tratamento medicamentoso para a fibromialgia: Overview e estudo qualitativo, Renata Ferraz Figueiredo, São Cristóvão - SE, 2019. Introdução. A fibromialgia é descrita como síndrome dolorosa crônica e difusa que acomete pelo menos 80% do corpo, além disso, os pacientes podem apresentar numerosas comorbidades como fadiga, distúrbios do sono, déficits neurocognitivos, desconfortos gastrointestinais, dor de cabeça, ansiedade e depressão. Toda essa sintomatologia geralmente se apresenta em períodos imprevisíveis e os pacientes podem ter recaídas constantemente. Os pacientes são polimedicados e costumam receber diferentes prescrições que passam por antidepressivos, anti-inflamatórios, sedativos entre outros. No entanto, as evidências disponíveis demonstram um benefício clínico modesto e isto é justificado devido a baixa efetividade dos fármacos. Objetivo. Identificar se as revisões sistemáticas abordam sobre a eficácia ou efetividade da farmacoterapia, bem como, compreender a percepção dos pacientes sobre este tratamento. Métodos. Na primeira etapa do estudo foi realizada uma Overview de revisões sistemáticas da literatura, para analisar se abordavam sobre efetividade ou eficácia da intervenção. Na segunda etapa foi realizado um estudo qualitativo, no qual foi conduzido um grupo focal. A análise dos dados foi feita por meio da técnica análise de conteúdo de Bardin. Resultados. Na overview, foram identificados 3587 estudos que após a análise dos critérios de inclusão resultaram em sete revisões sistemáticas incluídas. Das revisões (n=3) apresentaram qualidade moderada e apenas (n=4) qualidade alta. A maioria das revisões (n=06) incluíram apenas ensaios clínicos randomizados controlados e estudos primários com grupos paralelos e apenas (n=1) incluiu além de ensaios randomizado os estudos observacionais. Das sete revisões sistemáticas (n=3) avaliaram milnacipran, sendo que uma delas avaliou também duloxetina, (n=2) revisões sistemáticas analisaram o uso dos anticonvulsivantes, (n=1) revisão sistemática avaliou o uso dos inibidores de monoamina oxidase e (n=1) os cannabis ou canabinoides. De acordo a análise da efetividade versus eficácia das sete revisões sistemáticas, foi possível verificar que a escala strong emphasis on efficacy (1 Scale), assim como nos estudos primários obteve os maiores percentuais de acordo com os critérios analisados. Com relação ao estudo qualitativo, sete pacientes com fibromialgia compareceram para a realização do grupo focal. A idade dessas pacientes varia entre 40 e 69 anos e foram diagnosticadas com síndrome a aproximadamente sete anos. As pacientes utilizam com frequência pregabalina (n=6), duloxetina e fluoxetina (n=3), respectivamente. As categorias que emergiram das discussões foram: 1) tratamento; 2) crenças; 3) conhecimento; 4) dúvidas; 5) sentimentos e 6) desafios. Conclusão. Por meio da overview foi possível estabelecer um panorama mundial sobre a qualidade das revisões sistemáticas e a natureza de suas intervenções. Nesse sentido, existem poucas revisões sistemáticas de qualidade moderada a alta sobre a farmacoterapia para a fibromialgia e o seu desenvolvimento é predominantemente para demonstrar a eficácia das intervenções utilizadas. Além disso, no estudo qualitativo a percepção das pacientes sobre a relação síndrome-farmacoterapia é essencialmente negativa e isto está intimamente relacionado a baixa efetividade dos medicamentos utilizados devido ao grande número de eventos adversos, fato este que implica diretamente na adesão ao tratamento.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2865417 - ALESSANDRA REZENDE MESQUITA
Presidente - 1964297 - CRISTIANI ISABEL BANDERO WALKER
Interno - 1315121 - DIVALDO PEREIRA DE LYRA JUNIOR
Notícia cadastrada em: 19/11/2019 11:47
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r10787-147c949b3