Notícias

Banca de DEFESA: LANA NAIADHY SILVA SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LANA NAIADHY SILVA SANTOS
DATA: 25/02/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Lab. de Informática do DFA
TÍTULO: Desenvolvimento e caracterização de membrana mucoadesiva de gelatina contendo timol complexado em β-ciclodextrina.
PALAVRAS-CHAVES: lesões infecciosas orais; timol; atividade antimicrobiana; β–ciclodextrina; gelatina.
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

O timol, um composto fenólico, da classe dos monoterpenos encontrado em diferentes espécies vegetais, tem sido amplamente utilizado em produtos farmacêuticos convencionais devido a vasta atividade farmacológica, incluindo a antimicrobiana. Esse composto apresenta elevada volatilidade, solubilidade limitada em água, odor desagradável, fotossensibilidade e fácil oxidação, o que dificulta sua aplicação terapêutica. Estudos utilizando o timol com a βciclodextrina (β-CD) tem se mostrado promissores na melhoria das características físico-químicas e farmacológicas desse composto. A combinação de sistemas mucoadesivos com complexos de inclusão (CI) é uma estratégia interessante do ponto de vista farmacocinético para o tratamento de lesões da cavidade oral. Esses sistemas promovem o contato prolongado da droga com a mucosa, podendo melhorar significativamente o desempenho terapêutico de muitas substâncias. Assim, o objetivo do presente estudo foi desenvolver, caracterizar e avaliar a atividade antimicrobiana de membranas de gelatina contendo timol complexado em β-CD. As membranas foram obtidas por meio da técnica de evaporação do solvente e os CI pelo método de liofilização em razões molares de 1:1. A caracterização das membranas foi realizada através das técnicas de calorimetria exploratória diferencial (DSC), termogravimetria/ termogravimetria derivada (TG/DTG), difração de raios-x (DRX), espectroscopia de refletância total atenuada no infravermelho com transformada de Fourier (FT-IR/ATR), microscopia eletrônica de varredura (MEV), capacidade de intumescimento e mucoadesão. A eficiência de complexação (EC) foi analisada por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE), o ensaio de viabilidade celular pelo método da redução da rezasurina em macrófagos J774-G8 e a avaliação da atividade microbiológica foi realizada pelo método de difusão em disco com Escherichia coli e Staphylococcus aureus. Os resultados mostraram que a adição dos CI nas membranas melhorou a estabilidade térmica da gelatina, como também as taxas de intumescimento (>60%) e os parâmentros de mucoadesão. Além disso, apresentaram atividade antimicrobiana mostrando inibição do crescimento das cepas bacterianas testadas. Logo, conclui-se a partir dos resultados obtidos que sistemas mucoadesivos contendo complexos de inclusão de timol podem ser promissores no tratamento de lesões infecciosas orais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2030649 - MAIRIM RUSSO SERAFINI
Interno - 2027473 - MARCELO CAVALCANTE DUARTE
Externo à Instituição - SALVANA PRISCYLLA MANSO COSTA
Notícia cadastrada em: 25/02/2019 07:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2019 - UFRN - canario.ufs.br.canario1 v3.5.16 -r7498-d96375037