Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: TÂMARA NATASHA GONZAGA DE ANDRADE SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TÂMARA NATASHA GONZAGA DE ANDRADE SANTOS
DATA: 27/02/2018
HORA: 14:00
LOCAL: A definir
TÍTULO: Desenvolvimento um modelo de prontuário orientado para resolução de problemas farmacoterapêuticos sobre desfechos clínicos de pacientes internados em unidade de terapia intensiva
PALAVRAS-CHAVES: problemas farmacoterapêuticos, prontuário orientado para resolução de problemas, interação medicamentosa manifestada, desfechos clínicos.
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Introdução. A revisão da farmacoterapia em pacientes críticos pode melhorar resultados como problemas farmacoterapêuticos, custos e tempo de permanência na unidade de terapia intensiva (UTI). Nesta pespectiva há várias metodologias farmacêuticas disponíveis na literatura utilizadas para esta avaliação as quais são advindas de adaptações do método clínico SOAP. Apesar desse método ser utilizado na prática clínica, o mesmo não foi desenvolvido com o objetivo de identificar problemas farmacoterapêuticos. Assim, o objetivo desse projeto foi desenvolver um modelo de prontuário orientado para problemas farmacoterapêuticos (PORP) em pacientes internados em UTI. Método. Este estudo foi realizado em duas etapas. Na primeira etapa do estudo foi realizada uma revisão sistemática da literatura, a fim de determinar a prevalência de Interações medicamentosas manifestadas (IM manifestadas) em pacientes hospitalizados. Foram analisados todos os delineamentos de estudos, publicados até agosto de 2017 que atenderam aos seguintes critérios de elegibilidade: estudos observacionais originais que realizaram a detecção de interação medicamento-medicamento em ambiente hospitalar por meio de software; estudos que apresentaram dados suficientes para calcular a prevalência de IM manifestadas entre pacientes, foram publicados em inglês, português, espanhol. Na segunda etapa trata-se de um protocolo para desenvolvimento de um ensaio clínico controlado randomizado com cegamentos de pacientes para determinação do efeito de um modelo de PORP de pacientes internados em unidade de terapia intensiva sobre morbimortalidade e desfechos fisiológicos de pacientes hospitalizados entre os meses de março a outubro de 2018. Resultados. Na primeira etapa do estudo foram encontrados 5999 artigos na busca inicial, dos quais 11 preencheram os critérios de inclusão. Em geral, 60% dos pacientes internados sofrem ao menos uma interação medicamentosa potencial, enquanto 10,8% do total de pacientes hospitalizados experimentam ao menos uma interação clinicamente manifestada. Na segunda etapa foi elaborado um protocolo de estudo para avaliar o efeito de um modelo de PORP sobre desfechos clínicos de pacientes internados em unidade de terapia intensiva. Conclusão. Esta dissertação possibilitou identificar que apesar da alta prevalência de IM potenciais, apenas 19,8% destas interações apresentaram manifestações clínicas nos pacientes hospitalizados. Quanto ao protocolo do estudo, se este demonstrar que a aplicação do PORP pode impactar nos desfechos em saúde de pacientes sob cuidados intensivos, como o tempo de permanência hospitalar, este instrumento poderá ser utilizado por farmacêuticos e ou outros profissionais da saúde nas UTIs.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 949.166.594-49 - ALFREDO DIAS DE OLIVEIRA FILHO
Externo à Instituição - DANIELLE GOMES SANTANA
Externo ao Programa - 2928605 - GISELLE DE CARVALHO BRITO
Interno - 2030649 - MAIRIM RUSSO SERAFINI
Externo à Instituição - TATIANE CRISTINA MARQUES
Notícia cadastrada em: 15/02/2018 07:36
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r10803-399c5c35c