Notícias

Banca de DEFESA: TATIANNY DE ARAUJO ANDRADE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TATIANNY DE ARAUJO ANDRADE
DATA: 22/02/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de videoconferencia do DEL
TÍTULO: Obtenção e caracterização de hidrogéis contendo nanocápsulas poliméricas de (-)-linalol para administração transdérmica
PALAVRAS-CHAVES: (-)-linalol; nanocápsulas poliméricas; hidrogel de quitosana; administração transdérmica.
PÁGINAS: 67
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Diversos estudos químicos e farmacológicos visam a obtenção de novos compostos com propriedades terapêuticas aplicáveis ao controle da dor. Nesse contexto, estão inseridos os terpenos, compostos orgânicos encontrados em óleos essenciais. O (-)-linalol é um monoterpeno acíclico comumente encontrado em óleos essenciais de várias plantas e ervas medicinais e estudos científicos elucidaram algumas atividades farmacológicas deste composto, dentre elas: antinociceptiva, anti-hiperalgesica, antidepressiva e anti-inflamatória. No entanto, a elevada volatilização e baixa solubilidade em água limitam a sua utilização. Nessa perspectiva, uma alternativa para contornar as limitações físico-químicas deste composto e consequentemente melhorar as propriedades farmacológicas é a encapsulação destas substâncias utilizando nanocápsulas poliméricas. Diante disto, o desenvolvimento de hidrogéis de quitosana, um polímero com propriedades bioadesivas, a partir da incorporação de nanocápsulas poliméricas contendo (-)-linalol visando a aplicação transdérmica configura um avanço no âmbito da ciência e tecnologia. A metodologia analítica para quantificação do (-)-linalol foi desenvolvida e validada por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE). As nanocápsulas poliméricas foram preparadas pelo método de deposição interfacial de polímero pré-formado e caracterizadas físico-quimicamente. Posteriormente, foram incorporadas em hidrogéis de quitosana, o qual foi obtido por dispersão do polímero e caracterizados quanto ao tamanho de partícula, reologia e estudo in vitro de penetração e permeação cutânea. Os resultados demostraram que as nanocápsulas apresentaram tamanho de partícula de 199,1 nm e um índice de polidispersão igual a 0,13, indicando partículas na faixa nanométrica e uma boa homogeneidade na distribuição do tamanho de partícula. O teor de (-)-linalol nas nanocápsulas e a eficiência de encapsulamento foram 13,78 ± 0,05 mg/mL e 81,05%, respectivamente. No estudo de liberação in vitro as nanocápsulas apresentaram um perfil de liberação sustentada do (-)-linalol (81,76% ± 0,15) após 24 horas, diferente do observado para o (-)-linalol livre o qual apresentou uma liberação rápida (101,54% ± 0,09) em apenas 6 horas de experimento. Os hidrogéis de quitosana foram obtidos com sucesso e apresentaram características ideais para administração cutânea. No estudo de penetração e permeação cutânea, o (-)-linalol, a partir dos hidrogéis de quitosana, foi capaz de permear através das camadas mais profundas da pele. Sendo assim, a formulação final, demonstrou-se capaz de promover a permeação do (-)-linalol por via transdérmica, sendo então considerada uma alternativa promissora a administração do (-)-linalol.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 032.657.764-50 - JOSÉ GUEDES DE SENA FILHO
Externo à Instituição - LUIZA ABRAHÃO FRANK
Presidente - 2030649 - MAIRIM RUSSO SERAFINI
Notícia cadastrada em: 08/02/2018 15:02
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r10668-754907a47