Notícias

Banca de DEFESA: AUDREY ROUSE SOARES TAVARES SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AUDREY ROUSE SOARES TAVARES SILVA
DATA: 30/06/2016
HORA: 09:00
LOCAL: A definir
TÍTULO: Atividade leishmanicida de diferentes monoterpenos: relação estrutura química atividade
PALAVRAS-CHAVES: Monoterpenos, Leishmania amazonensis, monoterpenos, atividade leishmanicida.
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Resumo: As leishmanioses são doenças ocasionadas por protozoários do gênero Leishmania que acometem milhões de pessoas em todo o mundo. Monoterpenos são compostos majoritários de óleos essenciais com atividade leishmanicida já comprovada. O estudo da relação estrutura-atividade desses compostos pode orientar modificações moleculares como um caminho rápido, econômico e eficaz para a descoberta de novos fármacos. Desta forma, o objetivo de nosso trabalho foi caracterizar a atividade leishmanicida de diferentes monoterpenos frente a formas promastigotas de Leishmania amazonensis e avaliar a citotoxicidade em células de mamíferos. Promastigotas de L. amazonensis em fase logarítmica de crescimento foram submetidas ao tratamento com monoterpenos por 24h de incubação, e a viabilidade foi determinada pelo teste colorimétrico da resazurina. Os dados obtidos demonstraram uma melhor atividade dos compostos com estrutura fenólica, como o carvacrol (IC50 20,46µg/mL), timol (IC50 23,21µg/mL) e eugenol (IC50 32,44µg/mL) quando comparados aos compostos hidroxilados não fenólicos como mentol (IC50 164,82µg/mL), isoborneol (IC50 175,44µg/mL), linalol (IC50 273,62µg/mL) e careno (IC50 330,6µg/mL), revelando a importância da hidroxila fenólica na ação leishmanicida. A carvona (IC50 209,32µg/mL) possui um grupo cetona, que pode ser reduzido “in vivo” a álcool, aumentando a polaridade. O cineol (IC50 662,76µg/mL) é um éter cíclico que possui grupo polar, porém não hidroxila fenólica ou alcoólica. Já o ρ-cimeno, um hidrocarboneto insaturado, não apresentou atividade no presente estudo. A citotoxicidade dos compostos foi avaliada em fibroblastos de camundongo, tratados por 24h em diferentes concentrações dos monoterpenos, e viabilidade foi mensurada pelo método colorimétrico do MTT. Os compostos não apresentaram citotoxicidade na dose de 50 µg/mL, exceto carvacrol e carvona que se mostraram potencialmente citotóxicos, conforme ISO10993-5/2009. Desta forma, a atividade leishmanicida foi confirmada para a maioria dos monoterpenos testados, influenciada pela presença de grupos hidrofílicos, que não demonstraram relação direta com a citotoxicidade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1703964 - SILVIO SANTANA DOLABELLA
Interno - 1337195 - SOCRATES CABRAL DE HOLANDA CAVALCANTI
Externo ao Programa - 1511959 - TATIANA RODRIGUES DE MOURA
Notícia cadastrada em: 01/06/2016 16:28
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r10803-399c5c35c