Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: KATHLYN PINHEIRO DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KATHLYN PINHEIRO DOS SANTOS
DATA: 23/05/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório DFA
TÍTULO: Sistemas nanoestruturados a base de PPG-5 CETETH-20, água e óleo essencial de Sizygum aromaticum: obtenção, caracterização e aplicação no controle larvicida do Ae. Aegypti
PALAVRAS-CHAVES: Aedes aegypti, cristais líquidos, precusores de fases, Sizygum aromaticum, alginato de sódio.
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Aedes aegypti é o principal vetor dos vírus da dengue, febre amarela urbana e arboviroses emergentes no Brasil, como chikungunya e zika. O uso de inseticidas químicos ainda é o principal mecanismo de controle do vetor, seu uso indiscriminado tem provocado o surgimento de insetos resistentes além da toxicidade aos mamíferos e ao meio ambiente. Os óleos essenciais tais como o óleo essencial de Sizygum aromaticum (OESA) surge como alternativa no controle do Ae. aegypti. Nesta perspectiva, o objetivo do trabalho foi desenvolver e caracterizar sistemas nanoestruturados a partir da utilização de PPG-5 CETETH-20, água e óleo essencial de Sizygum aromaticum (OESA) visando obtenção de sistemas precursores de cristal líquido com potencial aplicação no controle larvicida do Ae. aegypti. Primeiramente foi feita a extração e caracterização do OESA. Os sistemas foram obtidos através da construção do diagrama de fases composto por água, PPG-5 CETETH-20: ácido oléico (AO) na proporção 2:1 e OESA, e caracterizados através das técnicas de microscopia de luz polarizada (MLP), espalhamento de raio-X a baixo ângulo (SAXS) e análise reológica. Neste diagrama optou-se por um precursor de fase líquido cristalina para incorporação do polímero alginato de sódio, a fim de aumentar a estabilidade física do sistema. Também foram feitos acréscimos de água no sistema e em seguida caracterizados pelas técnicas citadas. A atividade larvicida foi avaliada a partir da determinação da concentração letal média (CL50) contra as larvas do Ae. aegypti. De acordo com os resultados obtidos o principal constituinte do OESA foi o eugenol (76,75%), o rendimento do óleo foi de 3,66% (m/v) e densidade de 1,04g/mL. Foram observadas quatro regiões distintas no diagrama, cristal líquido (CL), emulsão (EM), microemulsão (ME) e separação de fases. Através das imagens de MLP foi possível observar sistemas isotrópicos como (MEs) e sistemas anisotrópicos como CLs lamelares. As medidas de SAXS confirmaram as estruturas visualizadas por MLP, exibindo picos largos e de baixa intensidade para MEs, transição de fase e razão entre os picos de CL lamelar de 1: 2: 3. O estudo das propriedades reológicas demonstrou um comportamento newtoniano para os sistemas de MEs e transição de fase e não-newtoniano para os CLs. Após a incorporação do polímero os sistemas apresentaram-se anisotrópicos com características de sistema Lamelar e sistema hexagonal, observados na MLP e confirmados pelas medidas de SAXS, onde apresentaram razões de 1: 2: 3 para CL lamelar e 1 : 1,73 : 2: 2,64 para CL hexagonais. Na análise reológica apresentaram aumento no módulo de armazenamento independente da freqüência característico de sistemas estruturados.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2445308 - ADRIANO ANTUNES DE SOUZA ARAUJO
Externo ao Programa - 2228579 - RENATA CRISTINA KIATKOSKI KAMINSKI
Presidente - 2337777 - ROGERIA DE SOUZA NUNES
Notícia cadastrada em: 03/05/2016 07:33
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r10803-399c5c35c