Notícias

Banca de DEFESA: ADRIANO DA SILVA SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ADRIANO DA SILVA SANTOS
DATA: 25/02/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório DFA
TÍTULO: Impacto dos Serviços de Farmácia Clínica em Unidades de Terapia Intensiva: Uma Revisão Sistemática
PALAVRAS-CHAVES: serviços farmacêuticos, farmácia clínica, intervenções farmacêuticas, cuidados intensivos, unidade de terapia intensiva
PÁGINAS: 95
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Introdução: A complexidade dos processos e as condições médicas dos pacientes aumentam a probabilidade de erros e torna a segurança do paciente um processo crítico nas unidades de terapia intensiva (UTI). Embora o conhecimento sobre as atividades realizadas por farmacêuticos em cuidados intensivos tenha aumentado nos últimos anos, há uma carência de revisões sistemáticas sobre o tema. Dessa forma, o objetivo deste estudo é mostrar o impacto dos serviços de farmácia clínica em UTI’s adulto. Métodos/ Desenho do estudo: Foi realizada uma revisão sistemática, registrada no PROSPERO com nº CRD42015019592. Foram incluídos estudos de intervenção quase-experimentais, coorte, caso-controle e ensaios clínicos. A seleção dos estudos foi realizada nas bases de dados COCHRANE, Scient Direct, LILACS, PubMed, SCOPUS, Web of Science, publicados de janeiro de 2000 a maio de 2015. Resultados e Discussão: Foram identificados 1589 estudos, que após o processo de seleção resultaram em 24 estudos incluídos na revisão. Os principais serviços desenvolvidos foram identificação de eventos adversos a medicamentos e PRM’s (9), atividades educacionais (4), manejo de terapias/pacientes específicos (3), manejo de pacientes em ventilação mecânica (3), desenvolvimento e implantação de protocolo de assistenciais (4) e intervenções para redução do consumo e custos com medicamentos na UTI (1). Foi observado uma redução nos erros de prescrição (190,5 vs 62,5 por 1000 pacientes/dia), no percentual de uso apropriado de profilaxia de úlcera por stress (14,4 vs 6,0, p<0,001), melhor controle glicêmico (211 vc 168 mg/dl, p=0,03), redução dos dias em ventilação mecânica (338,4 vs 178,1, p=0,004), melhor ajuste de dose em pacientes em terapia de substituição renal, redução de custos e melhores práticas de administração de medicamentos. Conclusões: Os serviços farmacêuticos clínicos têm um impacto positivo nos desfechos clínicos e econômicos de pacientes de UTI’s adulto. Contudo, não foi observado impacto desses serviços sobre o tempo de internação na UTI, tempo de internação hospitalar e nas taxas mortalidade.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 949.166.594-49 - ALFREDO DIAS DE OLIVEIRA FILHO
Externo à Instituição - MARCOS VALERIO SANTOS DA SILVA
Presidente - 1694328 - WELLINGTON BARROS DA SILVA
Notícia cadastrada em: 25/01/2016 15:00
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r10668-754907a47