Notícias

Banca de DEFESA: WANDERSON PRAXEDES SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: WANDERSON PRAXEDES SANTOS
DATA: 27/01/2016
HORA: 09:00
LOCAL: A definir
TÍTULO: PADRONIZAÇÃO DO TESTE DA FORMALINA PARA AVALIAR NOCICEPÇÃO EM Danio rerio E AVALIAÇÃO DO EFEITO ANTINOCICEPTIVO DO EXTRATO BRUTO DE Sinningia warmingii (Hiern) Chautems
PALAVRAS-CHAVES: Atividade antinociceptiva, Sinningia warmingii, zebrafish, teste da formalina.
PÁGINAS: 66
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Resumo: A dor representa uma sensação desagradável, mas é fundamental para a sobrevivência do indivíduo, devido a sua função protetora. Apesar disso, devido seu caráter incapacitante em certas condições patológicas, tem-se buscado substâncias analgésicas eficazes com poucos efeitos adversos. Neste contexto, as plantas representam uma importante fonte para a busca de novas moléculas analgésicas. Para isto é de suma importância a pesquisa etnofarmacológica. A Sinningia warmingii pertencente a família Gesneriaceae é uma espécie de uso tradicional importante para o tratamento da dor nas regiões sul e suldeste do Brasil. Entretanto, existem poucos estudos que demonstrem a eficácia analgésica desta planta. Assim, nosso estudo propõe a avaliação das propriedades antinociceptivas desta planta utilizando como modelo animal o zebrafish.As respostas comportamentais do zebrafish, induzidas pela injeção subcutânea de formalina em diferentes concentrações na cauda do peixe foram avaliadas através dos seguintes parâmetros: tempo de freezing (s), tempo de permanência no fundo do aquário (s) e distância percorrida (cm), os quais indicam alterações na atividade natatória. Observamos que a formalina 0,1% obteve uma melhor resposta nociceptiva em zebrafish. Além disso, a morfina (3mg/kg) foi capaz de reverter significativamente as alteração na atividade natatória provocados pela formalina 0,1%. O extrato da Sinningia warmingii (0,3; 1 e 3 mg/kg; i.p.) também reverteu estes comportamentos de maneira dose-dependente. Estes resultados demonstraram que Sinningia warmingii apresenta atividade antinociceptiva em zebrafish, confirmando o seu uso popular como analgésico.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1964297 - CRISTIANI ISABEL BANDERO WALKER
Externo ao Programa - 1039328 - JOSEMAR SENA BATISTA
Interno - 2379377 - ROSILENE MORETTI MARCAL
Notícia cadastrada em: 17/12/2015 15:22
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r10803-399c5c35c