Notícias

Banca de DEFESA: ELLEN DENISE PRADO ALMEIDA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELLEN DENISE PRADO ALMEIDA
DATA: 25/02/2014
HORA: 09:00
LOCAL: A definir
TÍTULO: Desenvolvimento de Nanopartículas Lipídicas contendo Alumínio-Cloro Ftalocianina pra posterior aplicação na Terapia Fotodinâmica do câncer de pele
PALAVRAS-CHAVES: Câncer de pele, Terapia Fotodinâmica, Alumínio-Cloro Ftalocianina, Nanopartículas Lipídicas Sólidas, Carreadores Lipídicos Nanoestruturados
PÁGINAS: 78
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

O câncer de pele é o tumor maligno mais comum em todo o mundo e o não melanoma é um dos tipos de câncer mais tratáveis. Contudo, atualmente não existe um tratamento ideal do câncer de pele, e a cirurgia ainda é defendida como primeira opção no procedimento para tratar as lesões cancerígenas na pele. A Terapia Fotodinâmica (TFD) consiste na administração e acúmulo de um fármaco fotossensibilizador no tecido-alvo, seguido da exposição a uma fonte de luz de comprimento de onda apropriado, resultando na formação de espécies reativas de oxigênio responsáveis por causar danos às células cancerígenas. As NL oferecem um atrativo sistema para liberação de fármacos lipofílicos como a AlClPc para a utilização na TFD do câncer de pele. O objetivo deste trabalho foi desenvolver e caracterizar Nanopartículas Lipídicas contendo Alumínio-Cloro Ftalocianina (AlClPc) para posterior aplicação no tratamento de câncer de pele através da Terapia Fotodinâmica. Foram preparadas NLS e CLN com 20 e 40% de Ácido Oléico (AO) através do método da difusão de solvente em fase aquosa, utilizando Ácido Esteárico (AE) como lipídio sólido e AO como lipídio líquido. A caracterização foi realizada por Microscopia Eletrônica de Transmissão (MET), tamanho de partícula, potencial zeta, eficiência de encapsulação, teor de fármaco, análise térmica e espalhamento de raios X a baixo ângulo (SAXS). Os estudos de penetração in vitro foram realizados em células de difusão do tipo Franz utilizando pele de orelha de porco como membrana. A distribuição da AlClPc nas camadas da pele foi visualizada através de microscopia de fluorescência nos estudos in vivo utilizando camundongos Hairless. As NL desenvolvidas apresentaram tamanho nanométrico com altos valores de potencial zeta e forma relativamente esférica e a incorporação de AO promoveu o aumento da EE e teor atingindo valores de 95,8% e 4%, respectivamente. Na análise térmica foi evidenciada a presença de polimorfismo, decorrente do processo de fusão e cristalização do lipídio e a cristalinidade foi observada através do SAXS, demonstrando estruturas lamelares para as NL características do AE. Nos estudos de penetração in vitro a AlClPc não foi detectada no meio receptor, ficando retida no EC e nas camadas da pele. A formulação com 40% de AO (CLN 40) apresentou quantidade de fármaco retida nas camadas da pele significantemente maior (p<0,01) em relação às demais formulações, demonstrando o efeito promotor do AO. De acordo com os resultados obtidos os sistemas desenvolvidos podem ser promissores para a veiculação da AlClPc no tratamento do câncer de pele através da TFD.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2445308 - ADRIANO ANTUNES DE SOUZA ARAUJO
Presidente - 1686032 - ANA AMELIA MOREIRA LIRA
Externo ao Programa - 1658460 - VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO
Notícia cadastrada em: 04/02/2014 15:40
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r10668-754907a47