Notícias

Banca de DEFESA: ELISDETE MARIA SANTOS DE JESUS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELISDETE MARIA SANTOS DE JESUS
DATA: 21/02/2013
HORA: 09:00
LOCAL: sala o1 prodema
TÍTULO:

 

DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DE CONTEÚDO DE UM INSTRUMENTO PARA
AVALIAÇÃO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA EM HOSPITAIS PÚBLICOS DE SERGIPE

DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DE CONTEÚDO DE UM INSTRUMENTO PARAAVALIAÇÃO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA EM HOSPITAIS PÚBLICOS DE SERGIPE


PALAVRAS-CHAVES:

Serviços Farmacêuticos, Assistência Farmacêutica Hospitalar, Validação de conteúdo,


PÁGINAS: 145
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Com as mudanças ocorridas nos últimos anos, à prática farmacêutica passou

por diversas adequações no seu campo de atuação. Como parte integrante dos

serviços de saúde, os serviços farmacêuticos, consistem no fornecimento de

medicamentos, manutenção, controle de qualidade, segurança, eficácia terapêutica,

bem como o acompanhamento e avaliação do seu uso subsidiando a garantia do uso

racional. No entanto desde 1992, entidades brasileiras apontam a necessidade de

instrumentos que possibilitem avaliar os serviços de farmácia inseridos em hospitais,

tornando-se necessário realizar diagnósticos dos serviços farmacêuticos em todos os

níveis de atenção à saúde. Diante do exposto a presente dissertação teve como meta o

desenvolvimento e validação de conteúdo de um instrumento para avaliação da

assistência farmacêutica em hospitais de Sergipe. Para tanto foi realizado um estudo

do tipo Pesquisa Avaliativa em Saúde. Inicialmente, foi realizado uma fundamentação

teórica sobre à avaliação da qualidade de serviços de saúde, com ênfase nos serviços

da Assistência Farmacêutica, e os aspectos conceituais envolvidos na validação de um

instrumento de medida. O capítulo prático foi desenvolvido com uma revisão

sistemática sobre os serviços farmacêuticos que utilizaram as características

psicométricas de validação e confiabilidade e o procedimento de validação de conteúdo

de um instrumento utilizando a técnica Delphi. As análises das variáveis dos estudos

obtidos com a revisão sistemática evidenciaram que o campo dos serviços

farmacêuticos ainda precisa ser explorado, com pesquisas que elaborem e validem

instrumentos direcionados aos serviços farmacêuticos, sobretudo no âmbito hospitalar.

O painel de avaliadores utilizado para validação do conteúdo do instrumento

apresentou-se como um painel misto com um alto grau de qualificação. À estratégia de

validação de conteúdo, foi verificada que após análise e parecer dos avaliadores (juízes)

dos sessenta indicadores de avaliação propostos, quatro sofreram modificações entre

padrão de conformidade e elementos de mensuração, após o resultado das

modificações o instrumento foi aplicado com seus resultados aplicabilidade do

instrumento sobre o nível de compreensão dos farmacêuticos hospitalares quanto às

diretrizes foi de 94%, 100%para não apresentação de dúvidas e 12% para sugestão de

mudança na estrutura do instrumento. Este estudo contribuiu para a melhoria da

qualidade dos serviços de Farmácia Hospitalar, através processo de validação de

conteúdo, ressalta-se a importância de estudos posteriores para determinação da

confiabilidade deste instrumento, que vem determinar o grau de coerência com que o

instrumento mede o atributo em estudo.

Com as mudanças ocorridas nos últimos anos, à prática farmacêutica passou por diversas
adequações no seu campo de atuação, essas transformações ocorreram em diferentes velocidades ao
redor do mundo, e dependeram substancialmente da estrutura organizacional dos sistemas de saúde.
Como parte integrante dos serviços de saúde, os serviços farmacêuticos, que no Brasil estão inseridos
no escopo da assistência farmacêutica, consistem no fornecimento de medicamentos, manutenção,
controle de qualidade, segurança, eficácia terapêutica, bem como o acompanhamento e avaliação do seu
uso subsidiando a garantia do uso racional (Washington, 2011). No entanto desde 1992, entidades
brasileiras apontam a necessidade de instrumentos que possibilitem avaliar os serviços de farmácia
inseridos em hospitais brasileiros, tornando-se necessário realizar diagnósticos dos serviços
farmacêuticos em todos os níveis de atenção à saúde, no esforço por garantir os princípios do SUS e a
constante melhoria dos serviços por ele prestados. Diante do exposto a presente dissertação teve como
meta o desenvolvimento e validação de conteúdo de um instrumento para avaliação da assistência
farmacêutica em hospitais públicos de Sergipe. Para tanto foi realizado um estudo observacional do tipo
Pesquisa Avaliativa em Saúde. O percurso metodológico foi estruturado em duas partes, um referencial
teórico e um capítulo prático. Primeiramente, foi realizado um referencial teórico no qual foram abordados
aspectos relacionados à avaliação da qualidade de serviços de saúde, com ênfase nos serviços da
Assistência Farmacêutica, e aspectos conceituais envolvidos na validação de um instrumento de medida.
O capítulo prático foi desenvolvido inicialmente com a realização de uma revisão sistemática a qual
apresentou os resultados de um levantamento da literatura na qual foram analisados os artigos que
realizaram pesquisas na área de serviços farmacêuticos utilizando as características psicométricas de
validação e confiabilidade. As análises das variáveis dos estudos obtidos com a revisão sistemática
evidenciaram que o campo dos serviços farmacêuticos ainda precisa ser explorado, são necessárias
pesquisas que elaborem e validem instrumentos direcionados aos serviços farmacêuticos, sobretudo no
âmbito hospitalar, de forma a melhorar a qualidade dos serviços prestados aos usuários. O painel de
avaliadores apresentou-se como um painel misto com um alto grau de qualificação por agregar
avaliadores com diferentes tempos de atuação e experiências, atuantes nas diversas áreas do âmbito da
farmácia hospitalar. À estratégia de validação de conteúdo, foi verificado que após análise e parecer dos
avaliadores (juízes) dos sessenta indicadores de avaliação propostos, oito itens sofreram modificações
entre padrão de conformidade e elementos de mensuração, havendo a necessidade de submetê-los
novamente à avaliação do painel em razão de que os comentários e sugestões foram complementares,
porém ainda houve divergência entre a avaliação dos itens.

MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - DAYANI GALATO
Interno - 1315121 - DIVALDO PEREIRA DE LYRA JUNIOR
Presidente - 1694328 - WELLINGTON BARROS DA SILVA
Notícia cadastrada em: 31/01/2013 16:17
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r10803-399c5c35c