A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: THIAGO LUIZ DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THIAGO LUIZ DOS SANTOS
DATA: 30/08/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do PRODEMA
TÍTULO: INSTRUMENTAÇÃO COMO SUPORTE AO MANEJO RACIONAL DA ÁGUA NA CULTURA DA ALFACE IRRIGADA
PALAVRAS-CHAVES: manejo da irrigação,instrumentação de baixo custo, agricultura familiar.
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A demanda por água excede a sua disponibilidade natural, notadamente em regiões semiáridas, já que éum recurso limitado sendo tal demanda cada dia maior em virtude do crescimento populacional eeconômico, sendo a agricultura irrigada a principal consumidora do recurso. Deste modo, tornam-senecessárias melhorias na eficiência no uso da água, o que pode ser alcançada por meio do monitoramentoda umidade do solo a partir de sistemas de baixo custo e fácil manuseio. Diante do exposto, o objetivogeral desta pesquisa foi empregar microcontroladores associados a sensores de umidade do solo, vazão evolume de água, para o manejo da irrigação na cultura da alface (Lactuca sativa L.) no município deNossa Senhora da Glória, região de clima semiárido, no Estado de Sergipe, como ferramenta de suporte àotimização do uso da água irrigada na agricultura familiar. O sistema é composto por sistema SCADA,
módulos conversores USB/RS-485 e RS-485/TTL, microcontrolador Arduino, sensores de umidade HD-38, sensor de vazão/volume YF-S201, regulador de tensão step-down Lm2596 e cabo de rede par
trançado 24AWG. O sistema conseguiu atender os objetivos ao monitorar as variáveis de umidade dosolo, volume acumulado e o funcionamento da rede (scan) e, em conjunto com o sistema SCADA,possibilitou maior organização e tratamento dos dados através de análises e comparações gráficas. Foramanalisadas as características do solo (textura e curva de retenção hídrica) para então proceder com acalibração dos sensores. Para a calibração do sensor de umidade, foi adotado o método gravimétricodireto (padrão estufa) para a determinação da umidade, cujos resultados foram comparados com osfornecidos pelos sensores. Com os dados de umidade e do sinal analógico, foram construídas curvas decalibração, por meio de interpolação linear. Os modelos quadráticos obtidos para a estimativa da umidadeem solos da região foram considerados significativos ao nível de 95% de probabilidade, representandoadequadamente a relação entre as variáveis umidade do solo e a resposta do sensor resistivo, em termosde sinal analógico de saída. Os dois ciclos de cultivo tiveram duração de 60 dias, entre a semeadura,transplantio e colheita. O sistema de irrigação utilizado foi localizado por gotejamento por gravidade. Aslâminas de irrigação foram aplicadas usando um delineamento experimental em faixas. A cultura daalface respondeu significativamente a todas as lâminas aplicadas no primeiro ciclo, sendo a lâmina de 480mm a que apresentou os melhores resultados para as variáveis analisadas: massa fresca da planta, massafresca da parte aérea, diâmetro da cabeça da alface, índice SPAD, clorofila, massa seca da raiz, massa secada parte aérea, diâmetro do caule e número de folhas. Houve maior consumo de água no segundo ciclo,quando a irrigação aconteceu com base nas informações do sistema, no entanto, apresentou aumentosignificativo no número de folhas por planta, característica importante comercialmente. Sendo assim, ainserção de um sistema que monitore a umidade do solo e equipamentos que possam gerar informaçõescom acurácia e de baixo custo, auxiliarão a agricultura familiar a desempenhar um papel socioeconômicoe cultural, buscando fortalecer a interação do homem com o meio ambiente, adequando-a a um modelosustentável, com a aplicação de tecnologia ao alcance do pequeno produtor rural no manejo da irrigação.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2579022 - GREGORIO GUIRADA FACCIOLI
Presidente - 4178490 - INAJA FRANCISCO DE SOUSA
Externo à Instituição - MARCIO AURELIO LINS DOS SANTOS
Externo ao Programa - 1632588 - MARCOS ERIC BARBOSA BRITO
Externo à Instituição - MARIA GABRIEL DE QUEIROZ

Notícia cadastrada em: 17/08/2022 10:55
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r18154-6e174eae4e