Notícias

Banca de DEFESA: RAQUEL LIMA SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAQUEL LIMA SANTOS
DATA: 28/02/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Engenharia Agronômica (DEA)
TÍTULO: Desenvolvimento de protocolo de propagação de espécies de Melocactus em situação de risco de extinção.
PALAVRAS-CHAVES: Extinção. Cabeça-de-frade. Biodiversidade.
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

O meio ambiente sofre as mais diversas formas de impactos devido a diversos fatores. Essa situação ocasiona grande perda das riquezas naturais outrora existentes. Um caso específico são as populações de cactos em Sergipe, onde podem ser encontradas espécies em extinção e em situação vulnerável. Entre os agravantes que influenciam essa situação estão o desmatamento para fins imobiliários e criação de animais, além do extrativismo para o comércio paisagístico que vem crescendo de forma desordenada nos últimos anos. Esses fatores atrelados a baixa taxa de germinação das sementes e ao endemismo ocorrente em parte das espécies, contribuem para a redução drástica da população de cactos no estado de Sergipe, atenuando o desequilíbrio ecológico do bioma Caatinga e comprometendo a biodiversidade. Tendo em vista essa situação, o presente trabalho teve como objetivo desenvolver um protocolo de propagação sexuada; analisar o índice de velocidade de emergência das sementes armazenadas ao longo do tempo e avaliar o desenvolvimento dos cactos em função do substrato do tamanho do recipiente. As coletas de frutos das espécies do gênero Melocactus em situação de extinção e em risco foram efetuadas em diferentes municípios do estado de Sergipe. Após a coleta, foram realizados três experimentos: teste de emergência em função da umidade relativa do ar; armazenamento de sementes em função da temperatura e tempo; e avaliação do desenvolvimento das plantas em função do substrato e do tamanho do recipiente. Os resultados mostraram que os procedimentos adotados permitiram um protocolo que pode ser seguido por produtores para a reprodução dos cactos, as sementes podem armazenadas por um período de dez meses e o volume e o substrato influenciaram no desenvolvimento do Melanocatus. O protocolo de propagação pode contribuir com a redução da retirada do Melanocatus da natureza e pode gerar benefícios aos produtores rurais e a comunidade com a preservação e conservação dessa espécie em extinção.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1078504 - AIRON JOSE DA SILVA
Presidente - 1834882 - ARIOVALDO ANTONIO TADEU LUCAS
Interno - 4178490 - INAJA FRANCISCO DE SOUSA
Externo ao Programa - 2586933 - MARIA APARECIDA MOREIRA
Notícia cadastrada em: 15/02/2019 14:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2019 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r8040-12a7f1219