Notícias

Banca de DEFESA: GUSTAVO DE SANTANA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GUSTAVO DE SANTANA SILVA
DATA: 28/07/2021
HORA: 16:00
LOCAL: videoconferência
TÍTULO: Parametrização do método RM1 para metais de transição
PALAVRAS-CHAVES: Métodos semiempíricos, Parametrização, RM1, Metais de transição.
PÁGINAS: 129
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Físico-Química
RESUMO:

A necessidade do estudo de sistemas cada vez maiores levou ao desenvolvimento de métodos semiempíricos na segunda metade do século XX. Tais sistemas eram impossíveis de serem estudados através de metodologias ab initio, que, embora mais exatas, demandam bastante processamento computacional. Atualmente, mesmo com os avanços relacionados a hardwares e softwares, o cálculo de sistemas contendo centenas ou milhares de átomos é inviável utilizando tal metodologia. Disponibilizado em 2006 para a comunidade cientifica, atualmente, o RM1 possui parâmetros para 25 elementos, dentre os quais não estão os metais de transição. Diante disso, esse trabalho apresenta a parametrização do método RM1 para cálculos de geometria de sistemas contendo os metais Ferro (Fe) e/ou Níquel (Ni). Os dados de referência foram obtidos a partir do banco de dados de estruturas cristalográficas Cambridge Structural Database (CSD). Uma comparação entre RM1 e os métodos PM6 e PM7, os únicos métodos semiempíricos que apresentam parâmetros para estes metais, foi realizada, e o RM1 apresentou maior exatidão. Os erros médios relativos (EMRs) para os sistemas de Fe e Ni foram inferiores a 4% e 5% nas distâncias de ligações e inferiores a 4% e 8% nos ângulos, respectivamente, quando comparados com os dados cristalográficos, além de apresentar menores variabilidades de erro dentre os métodos avaliados. Buscamos parametrizar o RM1 para também calcular os calores de formação dos sistemas, contudo, os erros médios absolutos (EMAs) apresentados para sistemas de Fe e Ni apresentaram erros, respectivamente, de 72,74 e 77,56 kcal mol-1 . Por fim, realizamos um estudo comparativo entre os métodos semiempíricos e DFT, em que o DFT se apresentou mais exato para a previsão dos poliedros nos parâmetros avaliados, contudo, o RM1 apresentou exatidão próxima, com custo computacional alguns milhares de vezes menor.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2584227 - RICARDO OLIVEIRA FREIRE
Interno - 1199304 - NIVAN BEZERRA DA COSTA JUNIOR
Externo à Instituição - ALFREDO MAYALL SIMAS
Notícia cadastrada em: 25/07/2021 19:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r16088-62c448d53e