A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados). Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Aceito
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LUIS CARLOS SOARES DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUIS CARLOS SOARES DA SILVA
DATA: 08/10/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO: EDUCAÇÃO CIENTÍFICA INFANTIL EM ESPAÇOS NÃO FORMAIS FUNCIONAIS
PALAVRAS-CHAVES: Educação, infantil, ciência, transformações, tecnologia.
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências
RESUMO:

A educação científica surge em meio as grandes transformações tecnológicas dasúltimas décadas, visando informar e formar as pessoas para o uso das tecnologias e suasimplicações na sociedade e na natureza. Embora a educação científica receba influênciado contexto em que é inserida, no Brasil ela adquire ao longo do tempo, um carátervoltado aos eixos do ensino de ciências, tendo como objetivo auxiliar o estudantes nacompreensão das ciências e suas influências, possibilitando os indivíduos a tomaremboas decisões em suas escolhas da vida em sociedade, sendo estas pessoais ou queculminam escolhas de representações. A educação científica deve ocorrer o quantoantes, sendo assim, os estudantes devem ser oportunizados ainda na educação infantil,pois estes já possuem afinidades com as tecnologias, contribuindo, assim, com o fim daeducação científica tardia. Os sistemas de avaliação do ensino de ciências (PISA e Saeb)evidenciam índices preocupantes quanto ao ensino de ciências no Brasil. Comoferramenta metodológica para o desenvolvimento da educação científica infantil, têm-sea contribuição dos espaços não formais funcionais, que podem configurar-se como osbosques, trilhas, parques nacionais, planetários, museus, praças e centros de ciências. Apresente dissertação se trata de uma pesquisa do tipo exploratória, descritiva edocumental, tendo como natureza uma abordagem qualitativa. Foi utilizado comoinstrumento de coleta de dados a observação estruturada e formulário contendoelementos próprios para a caracterização dos espaços. Como resultado de pesquisaforam apontados três espaços em formato de roteiro, que podem contribuir para umaabordagem em educação científica com a educação infantil, pois apresentam condiçõesfísicas e estruturais para o desenvolvimento dessas atividades. Nesta pesquisa foramcaracterizados três espaços não formais funcionais na Microrregião do Agreste deItabaiana, sendo a trilha principal do Parque Nacional Serra de Itabaiana (PNSI) oParque do Falcões e a Praça Fausto Cardoso. Estes espaços oferecem diferentesrecursos, onde professores podem desenvolver estudos e observações do meio, abordara educação ambiental, a educação para o patrimônio, trilhas ecológicas, e, entre outrasatividades para fins educacionais que pode ocorrer a partir do planejamento doprofessor.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1241472 - LUCIANO EVANGELISTA FRAGA
Presidente - 2455693 - MARCELO LEITE DOS SANTOS
Interno - 1641977 - MARCIO ANDREI GUIMARAES

Notícia cadastrada em: 14/09/2021 08:56
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r16418-219d26904e