A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: IBERNON ALVES DE MACENA JUNIOR

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IBERNON ALVES DE MACENA JUNIOR
DATA: 08/08/2022
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Vídeo Conferência - RENORBIO-SE
TÍTULO: PATRIMONIALIZAÇÃO DAS BONECAS DE PANO DE NOSSA SENHORA DAS DORES/SE: ENTRE A TRADIÇÃO E A CONTRADIÇÃO.
PALAVRAS-CHAVES: Cultural Popular; Artesanato; Patrimônio imaterial; Patrimonialização; Bonecas de pano.
PÁGINAS: 52
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Artes
RESUMO:

No ano de 2018 as bonecas de pano de Nossa Senhora das Dores ganharam destaque ao serem declaradas como patrimônio imaterial do município. Elas espelham a cultura local e o cotidiano nordestino, sendo que as suas criadoras, conhecidas como bonequeiras, comercializam-nas mediante encomenda ou para ampliar as vendas pois costumam participar das diversas feiras de artesanatos, além de promoverem as bonecas nestas ocasiões. Neste sentido, a presente pesquisa objetiva investigar quais processos e estratégias resultaram na patrimonialização das bonecas de pano de Nossa Senhora das Dores/SE, bem como as consequências e possibilidades dela decorrentes. O estudo a respeito do processo de patrimonialização das bonecas se justifica por sua riqueza de significados culturais, e é através dele que buscamos entender e refletir acerca dos caminhos percorridos nos processos de patrimonialização da cultura do país e se ou como, eles influenciam a patrimonialização na escala municipal. A pesquisa é do tipo qualitativa e de natureza exploratória e descritiva. As categorias de análise são cultura popular; artesanato; patrimônio imaterial; patrimonialização e bonecas de pano, categorias estas que têm norteado o levantamento bibliográfico e documental. Também serão coletados dados por meio de entrevistas com as bonequeiras, alguns atores envolvidos no processo de patrimonialização das bonecas de pano e com a população, de maneira aleatória e não probabilística. Por fim, buscamos compreender o contexto no qual a cultura popular surgiu e se firmou, fortalecendo várias manifestações artísticas, entre elas o artesanato, para em seguida avançarmos um pouco mais na relação entre artesanato e patrimonialização, tomando como referência o bem imaterial municipal que são as bonecas de pano.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1557619 - DANIELLA PEREIRA DE SOUZA SILVA
Externo à Instituição - FLAVIA KLAUSING GERVASIO
Interno - 1820310 - GERMANA GONCALVES DE ARAUJO
Interno - 1362711 - ROSANA EDUARDO DA SILVA LEAL

Notícia cadastrada em: 26/07/2022 10:50
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - dragao3.dragao3 v3.5.16 -r18156-ca4d4a6fac