A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: EDCLEY VASCONCELOS LEITE SERRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EDCLEY VASCONCELOS LEITE SERRA
DATA: 12/08/2021
HORA: 09:30
LOCAL: Goolgle Met
TÍTULO: CULTURA POPULAR E EDUCAÇÃO ESTÉTICA: UM ESTUDO SOBRE O PASTORIL
PALAVRAS-CHAVES: Cultura Popular; Pastoril; Educação Estética.
PÁGINAS: 45
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Artes
RESUMO:

A cultura popular do Pastoril é o elemento da pesquisa que é analisado e estudado para o desenvolvimento investigativo e a compreensão teórico-analítica sobre a possibilidade desta manifestação efetuar uma educação estética, a partir da qual se faz necessário delimitar sob um olhar conceitual fundamentado no pensamento de Diderot. Para realizar os desdobramentos da pesquisa, formulou-se os seguintes objetivos: objetivo geral – demonstrar a Cultura Popular, especificamente o Pastoril, como educação estética – objetivos específicos – apresentar a especificidade do conceito de Cultura Popular, distinguindo a Cultura Popular das outras e apresentar os âmbitos da Cultura Popular; identificar o caráter, as características e os elementos, estético-educativo, no Pastoril de Santo Antônio enquanto Cultura Popular, que possibilita uma educação estética; compreender a concepção de cultura, educação e educação estética em Diderot. A metodologia se constitui a partir da leitura analítica das referências para a fundamentação teórica e das entrevistas semiestruturadas com seis componentes do Pastoril de Santo Antônio e com seis espectadores deste Pastoril do município de Ilha das Flores – SE para, como exemplo, explanar sobre a manifestação do Pastoril no Estado de Sergipe, verificar se a hipótese levantada se confirma. No capítulo um, discorre-se a compreensão de cultura numa perspectiva abrangente; a relação entre a cultura dominante e a cultura dominada, as quais também se tornam alvos de apropriação e de troca de elementos para a cultura de massa; o mecanismo da cultura de massa em seu processo de média social, como também, a classificação e definição de cultura de massa e cultura de massas; as diferentes definições de cultura popular; e a percepção referente ao sentido de intercruzamento ou hibridização entre as diferentes/semelhantes culturas. No capítulo dois, apresenta-se um esboço sobre como o Pastoril é compreendido enquanto uma cultura popular e uma manifestação possível para se efetuar uma educação estética. No capítulo três, encontra-se uma breve explicação sobre a sua abordagem que será elaborada a partir da concepção de cultura, de educação e de educação estética em Diderot. Com isso, percebe-se que é possível que o Pastoril seja capaz de desenvolver as qualidades intelectuais e sensoriais dos brincantes e dos espectadores, consequentemente, de sua comunidade.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1613293 - CHRISTIAN JEAN MARIE BOUDOU
Presidente - 2656383 - CHRISTINE ARNDT DE SANTANA
Externo à Instituição - TEREZINHA ALVES DE OLIVA

Notícia cadastrada em: 20/07/2021 19:03
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - ema2.ema2 v3.5.16 -r18154-6e174eae4e