A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: ADRIANA GUIMARÃES DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ADRIANA GUIMARÃES DOS SANTOS
DATA: 30/08/2023
HORA: 09:30
LOCAL: Didática VII
TÍTULO: ANÁLISE COMPARATIVA DE KITS COMERCIAIS DE RT-qPCR PARA DIAGNÓSTICO DE SARS-COV-2
PALAVRAS-CHAVES: SARS-CoV-2, RT-qPCR , Pandemia, COVID-19 , Diagnóstico, Sensibilidade.
PÁGINAS: 55
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

A pandemia do novo coronavírus, nomeado de SARS-CoV-2, assolou o mundo em 2019, commais de 460 milhões de casos ao redor do globo, sendo mais de 37 milhões de casos registrados somenteno Brasil, levando mais de 703 mil brasileiros a óbito, de acordo com dados do Coronavírus Brasil.Diante deste cenário o mundo viu a necessidade de desenvolver técnicas diagnósticas que atendessem damelhor forma a enorme demanda global, dentre elas se destaca o RT-qPCR ou Reação em Cadeia daPolimerase quantitativa com Transcrição Reversa devido sua grande sensibilidade e especificidade,sendo a técnica considerada padrão ouro no diagnóstico da COVID-19 , entretanto a técnica possuilimitações e o desempenho dos kits pode ser afetado por fatores como coleta inadequada, variação decarga viral e ensaios sem estudos clínicos suficientes gerando falsos negativos. Perante o exposto , esseestudo tem como objetivo comparar quatro kits comerciais de detecção do SARS-CoV-2 por RT-qPCR everificar o desempenho clínico destes. Para isso foram utilizadas 200 amostras de swab nasofaríngeoimergidas em 3ml de cloreto de sódio a 0,9% colhidas em janeiro de 2022 e armazenadas a -70oC paraconservação viral. Os kits comparados foram o QIA Prep&Amp Viral RNA UM Kit da Qiagen, SeegeneAllplexTM SARS-CoV-2 Assay da Seegene, Molecular SARS-CoV-2 (EDx) do Instituto de Tecnologiaem Imunobiológicos Bio-Manguinhos e BIOMOL OneStep/COVID-19 do Instituto de BiologiaMolecular do Paraná- IBMP . Os resultados revelaram significativa diferença entre o desempenho doskits, ao final da comparação houve um percentual de 66% de amostras convergentes e 34% divergentes,considerando convergente quando todos os kits apresentam o mesmo resultado e divergente quando hápelo menos um resultado diferente entre todos os kits. A análise estatística inferencial bivariada utilizouo teste de McNemar para realizar a associação dos resultados considerando os testes positivos por pelomenos 3 kits diferentes demonstrando uma sensibilidade de 100% com o kit da Seegene commetodologia com extração padrão, 96,90% com o kit da Bio-Manguinhos, 93,02% com o kit da Seegenesem extração padrão e 86,82% com os kits da Qiagen e IBMP. O desempenho desses kits é enfraquecidopela ausência de processos de extração e purificação do material genético, pela qualidade dos kitsdesenvolvidos e pela quantidade inadequada de genes alvos, ocasionando números significativos deresultados falsos negativos.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 3553547 - BRANCILENE SANTOS DE ARAUJO
Externo à Instituição - CLIOMAR ALVES DOS SANTOS
Presidente - 2026761 - MARCUS VINICIUS DE ARAGAO BATISTA

Notícia cadastrada em: 18/08/2023 09:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r19295-ad7fbbb3d7