A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: JAQUELINE RIBEIRO DE JESUS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JAQUELINE RIBEIRO DE JESUS
DATA: 27/02/2023
HORA: 09:00
LOCAL: Online
TÍTULO: Avaliação da atividade biológica da baraúna (Schinopsis brasiliensis Engl.)
PALAVRAS-CHAVES: Schinopsis brasiliensis, Antioxidante, Antimicrobiano, Compostos fenólicos, Metabólitos
PÁGINAS: 55
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

A baraúna Schinopsis brasiliensis Engl. é uma árvore endêmica do semiárido eencontrada tipicamente no bioma caatinga. É usada para tratamento como anti-inflamatório,pois as plantas do gênero Schinopsis apresentam uma variedade de metabólitos bioativos. Asplantas medicinais são relevantes para os mais diversos aspectos da sociedade e têm sidousadas pelo homem desde a pré-história. Os estudos evidenciam atividades biológicas focadasna família Anacardiaceae, relatando propriedades antioxidantes, além de substâncias bioativasdestacando-se os flavonoides e sua alta atividade antioxidante. Por esse viés, o objetivo destetrabalho é avaliar a fração acetato de etila da S. brasiliensis em relação à identificação de seusmetabólitos através da prospecção fitoquímica, determinação do teor decompostos fenóistotais e flavonoides totais, sua atividade antioxidante e antimicrobiana. A prospecçãofitoquímica foi analisada a partir de um conjunto de reações colorimétricas e de precipitação.Para a determinação do teor de fenóis totais utilizou-se o método de Folin- Ciocalteau e ométodo do cloreto de alumínio foi usado para determinar o teor de flavonoides, usando umpadrão de quercetina. Na análise da atividade antioxidante foi empregado o ensaio deeliminação de radicais livres de DPPH (2,2-difenil-1-picrilhidrazil) e do teor do conteúdo decompostos fenóis totais estimados com a curva padrão de ácido gálico. A atividadeantimicrobiana dos extratos da baraúna foi analisada frente a seis bactérias com o uso dastécnicas de difusão em ágar e microdiluição em caldo. A partir da prospecção fitoquímicaobservou-se a presença de grupos de metabólitos do tipo flavonoides,alcaloides, antocianinas,catequinas, leucoantocianidinas, saponinas, taninos, triterpenóides. Na quantificação doscompostos fenólicos para fenóis totais, mostrou-se o equivalente com valores de 807,28 ±0,002 mg EAG/g e R2= 0,9959; para flavonoides 218,14 ± 0,01 mgEQ/g e R2 = 0,9962. Na avaliação da atividade antioxidante pelo método DPPH, a espécie analisada apresentou um IAA de 4,3 ± 0,01 e com IC50 de 9,49 ± 0,01 µg/mL. Os resultados indicaram que os halos de inibição obtidos do extrato de S. brasiliensis apresentam resistência apenas para os microrganismos S. pyogenes e K. rhinoscleromatis. Ambos apresentaram halos de inibição de crescimento igual ou inferior a 8mm. As S. agalactiae, E. coli e E. coli derivada demonstraram um halo de inibição de 10mm, sendo assim classificadascomo intermediário, e a S. epidermidis apresentou-se sensível, já que foi um halo de inibição de 20mm. Nos resultados da Concentração Inibitória Mínima (CIM) foram observadas que ascepas E. epidermis derivada não apresentaram crescimento antimicrobiano em nenhuma das concentrações testadas, sendo que sua CIM foi de 1,68 µg.mL. Já para as bactérias S. agalactiae, E. coli, E. coli derivada e K. rhinoscleromatis apresentaram CIM nas concentrações de 6,75 µg.mL, e para a bactéria S. pyogenes 12,5 µg.mL. Desse modo, a fração acetato de etila exibiu metabólitos secundários e mostrou um efeito à atividade antimicrobiana e biológica, fornecendo dados para a continuidade de pesquisas focadas nessa temática.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 3553547 - BRANCILENE SANTOS DE ARAUJO
Presidente - 2335200 - CHARLES DOS SANTOS ESTEVAM
Externo ao Programa - 1309018 - SAMUEL BRUNO DOS SANTOS

Notícia cadastrada em: 13/02/2023 11:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r19295-ad7fbbb3d7