A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: JOYCE FRANCIELLE FERREIRA SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOYCE FRANCIELLE FERREIRA SANTOS
DATA: 16/12/2022
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório Polo de Gestão -UFS
TÍTULO: Ação antiarrítmica do S-(-)-limoneno em rato: envolvimento de receptores β-adrenérgicos
PALAVRAS-CHAVES: Limoneno, monoterpeno, antiarrítmico, coração, antagonista β-adrenérgico.
PÁGINAS: 62
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

O L-limoneno (L-Lim), enantiômero do limoneno, é um monoterpeno encontrado em uma variedade de plantas como a Mentha spp. Estudos evidenciam que o L-Lim apresenta diversos efeitos biológicos, destacando a cardioproteção em modelo de infarto agudo do miocárdio em rato e efeito antiarrítmico do D-Lim em ratos. Sabendo que os enantiômeros podem apresentar funções e características químicas diversas, este trabalho objetivou investigar a ação do L-Lim sobre as propriedades contráteis e elétricas do coração, seu efeito sobre os receptores β- adrenérgicos e sua ação antiarrítmica em ratos. Para avaliar a contratilidade cardíaca, os corações foram removidos e montados em sistema de perfusão aórtica de fluxo constante do tipo Langendorff (Krebs-Henseleit, 37oC, 95 % O2 e 5% CO2) e perfundidos com L-Lim (10, 30 e 50 µM). Em coração isolado e in vivo foram investigados a ação do L-Lim (10 µM) sobre os receptores β-adrenérgicos. Para tanto, avaliou-se parâmetros contráteis e elétricos na presença do isoproterenol e propranolol (agonista e antagonista dos receptores β-adrenérgicos, respectivamente). Em cardiomiócito isolado, usando a técnica de patch clamp, foram avaliados os efeitos do L-Lim (10 µM) sobre a corrente de cálcio tipo-L (ICa,L) e potencial de ação (PA). O efeito antiarrítmico do L-Lim (10 µM) foi avaliado no protocolo ex vivo induzido por alto cálcio e in vivo induzido por cafeína e isoproterenol (CAF/ISO). No modelo in vivo, ao final dos experimentos, foi realizada coleta de sangue para a avaliação da concentração plasmática dos marcadores bioquímicos (LDH, CPK-MB, CPK, TGO e TGP). Os resultados demonstraram L-Lim não alterou as propriedades contráteis em coração isolado em nenhuma das concentrações estudadas, preservando a função contrátil. Tanto ex vivo e in vivo, o L-Lim apresentou efeito antagonista dos receptores β-adrenérgicos, uma vez que impediu as alterações eletrocardiográficas e contráteis induzidas pelo ISO. Em cardiomiócito, o L-Lim na concentração de 10 µM não alterou a ICa,L, que se destaca pela sua contribuição na manutenção do platô e liberação do cálcio dos estoques intracelulares. Além disso, não alterou os parâmetros do potencial de ação, tais como potencial de membrana, amplitude do PA e duração do PA medido a 30%, 50% e 90% da repolarização. Em modelo de arritmia in vivo o L-Lim diminuiu a frequência cardíaca, o escore de arritmias e os eventos de taquicardia ventricular. Os marcadores bioquímicos também foram reduzidos em comparação ao grupo CAF/ISO, o que traz uma resposta benéfica em relação a injúria cardíaca e hepática. Em modelo ex vivo, o L-Lim diminuiu o escore de arritmias e a ocorrência de eventos arritmogênicos mais graves como a fibrilação ventricular. Conclui-se que o L-Lim é um monoterpeno com ação antagonista dos receptores β-adrenérgicos apresentando um efeito antiarrítmico promissor.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1199629 - CARLA MARIA LINS DE VASCONCELOS
Interno - 1635611 - EVALEIDE DINIZ DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - RICARDO GUIMARÃES AMARAL

Notícia cadastrada em: 11/12/2022 10:01
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r19295-ad7fbbb3d7