A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: LUANA DAYSE DE JESUS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUANA DAYSE DE JESUS SANTOS
DATA: 23/08/2022
HORA: 08:30
LOCAL: Didática 7, sala 201
TÍTULO: Obtenção de lipase microbiana a partir de sementes de moringa
PALAVRAS-CHAVES: Enzimas, Fermentação do estado sólido, Moringa.
PÁGINAS: 40
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

A Moringa oleifera é uma planta que vem sendo bastante estudada devido a sua grandemultiplicidade de uso seja pela agricultura, indústria, medicina ou como fonte nutricional. As sementesde moringa possuem significativo teor de lipídeos, demonstrando potencial para serem utilizadas comosubstrato em processos fermentativos que visem a produção de lipase microbiana. Neste contexto, oobjetivo deste trabalho foi desenvolver um processo biotecnológico para a obtenção de lipase deAspergillus niger através da fermentação em estado sólido de sementes de moringa. Foram realizadasfermentações variando-se a umidade inicial da farinha de sementes de moringa entre 30 e 80%. O extratobruto enzimático foi parcialmente purificado e avaliou-se o efeito do pH (entre 2,0 e 11,0) e temperatura(entre 30 e 55°), estabilidade em pH e em temperatura na atividade enzimática, também os parâmetroscinéticos da enzima foram determinados. A máxima produção de lipase foi obtida quando utilizandofarinha contendo 70% ou 80% de umidade inicial em 96 h de fermentação (cerca de 14,0 U/g). A enzimademonstrou maior atividade relativa em pH 7,0 e temperatura de 30°C. Em relação a estabilidade nospHs 6, 7 e 10 e nas temperaturas 30, 40 e 45°C obteve-se queda na atividade enzimática após 5 min deincubação. Os valores de Km = 1,26 mM e Vmáx = 0,0187 mM/min, indicaram afinidade pelo substratoe baixa velocidade de reação. Os resultados demonstraram que as sementes de moringa possuempotencial para a produção de lipase microbiana, no entanto são necessários estudos futuros para aotimização do processo.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANSELMO DE SOUZA PINHEIRO
Interno - 2022042 - DANIEL PEREIRA DA SILVA
Presidente - 2505573 - LUCIANA CRISTINA LINS DE AQUINO SANTANA

Notícia cadastrada em: 08/08/2022 09:37
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r19295-ad7fbbb3d7