A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: GEORGIA ROCHA FALCAO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GEORGIA ROCHA FALCAO
DATA: 04/02/2022
HORA: 10:00
LOCAL: online
TÍTULO: AVALIAÇÃO DA AÇÃO ANTI-MICROBIANA DO EXTRATO DA ENTRECASCA DA Schinopsis brasiliensis EM AMOSTRA DE Pseudomonas aeruginosa
PALAVRAS-CHAVES: Pseudomonas aeruginosa, antibiótico, planta medicinal, Shinopsis brasiliensis
PÁGINAS: 54
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Biologia Geral
RESUMO:

A multirresistência bacteriana é um problema enfrentado pelas autoridades em saúdepublica em todo o mundo, visando o controle da proliferação de doenças que sãoconsideradas potencialmente perigosas. Assim, os extratos de diversas plantas medicinais têmsido estudados cada vez mais e introduzidas como possíveis substitutos dos antimicrobianosfrente às linhagens multirresistentes de Pseudomonas aeruginosa que tem emergido e seampliado ao longo dos anos. O objetivo deste estudo foi de avaliar a ação antimicrobiana doextrato da entrecasca da planta Shinopsis brasiliensis, encontrada no bioma Caatinga frente aamostra de P. aeruginosa(ATCC 27853). Foi testado o extrato da Schinopsis brasilienses aosteste de susceptibilidade microbiana pelo método de Difusão em ágar Mueller-Hinton,conforme Bauer et al., (1996). A amostra da P. aeruginosa que apresentar resultado positivono teste qualitativo é encaminhada para a determinação da Concentração Inibitória Mínima(MIC). Para a avaliação da atividade antimicrobiana foi realizada utilizando o teste de difusãoem ágar, proposto por Bauer et al., (1996) cuja análise é qualitativa, foram realizadas culturasovernight de microrganismos mantidas em meio Brian Heart Infusion (BHI) suplementado comágar (8 g.L-1) em estufa bacteriológica na temperatura de 37ºC ±1. As culturas dePseuodomonas aeruginosa e Escherichia coli foram semeadas com auxílio de swab estéril emplacas de Petri contendo 4mm de ágar Muller-Hinton (pH 7.2-7.4), previamente solidificado esemeado usando alça de Drigalsky. Posteriormente, discos de papel filtro embebidos com20µL de cada amostra vegetal, na concentração de 100 mg/mL-1, foram depositados nasuperfície do meio de cultura inoculado com os microrganismos. Como controle negativo foramutilizados todos os reagentes em uso para diluição das amostras, enquanto para o controlepositivo foi utilizado o fármaco antimicrobiano Gentamicina (20 mg.mL-1) devido a suaatividade conhecida para cepas padrão ATCC. Após incubação, decorridas 24h, foramrealizadas as medidas dos halos de inibição: a P. aeruginosa (diâmetro do halo de 14mm ±1,0)e a E. coli (diâmetro do halo de 14mm ±0,5), significando que as duas bactérias são sensíveisao extrato. Com esse resultado, faz - se a determinação do MIC, que foi realizada em triplicatae feita para cada microrganismo no extrato da S. brasiliensis que apresentou atividadeantimicrobiana. Utilizou-se o método de microdiluição em caldo proposto pelo NationalCommittee for Clinical Laboratory Standards (NCCLS), permitindo assim a visualização


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1079226 - ALEXANDRE LUNA CANDIDO
Interno - 2335200 - CHARLES DOS SANTOS ESTEVAM
Externo à Instituição - SAMUEL BRUNO DOS SANTOS

Notícia cadastrada em: 27/01/2022 20:59
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r19279-bcba364a3c