A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: LUCAS ALEXANDRE BARBOSA DE OLIVEIRA SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCAS ALEXANDRE BARBOSA DE OLIVEIRA SANTOS
DATA: 28/01/2022
HORA: 14:00
LOCAL: on line
TÍTULO: Triagem virtual de fármacos visando o bloqueio da oncoproteína E6 do papilomavírus bovino1
PALAVRAS-CHAVES: modelagem molecular, ancoragem molecular, reposicionamento de fármacos, E6
PÁGINAS: 64
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Apesar da família de vírus oncogênicos Papillomaviridae possuir representantes que infectam cerca de 90 espécies de vertebrados, os estudos visando o planejamento racional de fármacos contra estes vírus se restringem aos genótipos que infectam humanos. Desconsiderando os HPVs, o papilomavírus bovino tipo 1 é o genótipo mais estudado. Além de sua importância como modelo, o BPV1 se destaca devido a sua ocorrência em rebanhos do mundo inteiro, seu potencial de ocasionar câncer no gado infectado e sua capacidade de infectar hospedeiros de espécies distintas, característica incomum na família. Considerando a relevância deste genótipo e a inexistência de terapias efetivas contra papilomavírus animais, este trabalho visou identificar fármacos candidatos a inibidores da oncoproteína E6 do BPV1. Para isso, foram executadas triagens virtuais baseadas em docking molecular, tendo a E6 como alvo. A biblioteca de moléculas utilizadas corresponde a 7173 estereoisômeros de medicamentos aprovados para uso humano ou veterinário. Após os cálculos de docking, pelo programa Autodock Vina, foram identificadas as 1500 substâncias com maiores afinidades em relação a E6. A fim de realizar análises mais detalhadas, foram selecionados os 10 fármacos mais bem ranqueados. A energia de ligação predita destes complexos variou de -9,5 a -10,2 kcal/mol, enquanto o número de ligações hidrogênio foi de 1 a 5. Utilizando este subconjunto investigou-se parâmetros de drogabilidade e toxicidade. Somado a isso, foram feitas caracterizações das principais interações que contribuem para a formação destes 10 complexos. Tais análises indicam que, de forma geral, estas 10 moléculas apresentam boa afinidade em relação a E6, interagem com resíduos relevantes da proteína e atendem aos critérios ADMET estabelecidos. Na etapa seguinte, foram selecionados os 3 fármacos com maiores afinidades para a execução de simulações de dinâmica molecular de 100ns, objetivando avaliar a estabilidade, comportamento e interações dos complexos preditos no docking. Os resultados indicam que 2 destes medicamentos formam complexos estáveis e permanecem no sítio alvo ao longo de toda simulação. O que indicam que eles podem ser inibidores da E6 promissores. Estas duas moléculas podem ser consideradas um ponto de partida para estudos futuros que busquem estratégias de tratamento contra o papilomavírus bovino. Por fim, ressalta-se que por se tratar de medicamentos aprovados para uso em outras condições, é esperado que o processo de desenvolvimento de novas terapias baseadas neles seja acelerado.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2022042 - DANIEL PEREIRA DA SILVA
Presidente - 2026761 - MARCUS VINICIUS DE ARAGAO BATISTA
Externo à Instituição - MATHEUS ISMERIM SILVA SANTOS
Externo à Instituição - RENAN LIRA DE FARIAS

Notícia cadastrada em: 19/01/2022 12:26
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r19295-ad7fbbb3d7