A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: AMANDA SILVA SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AMANDA SILVA SANTOS
DATA: 19/01/2022
HORA: 08:00
LOCAL: online
TÍTULO: Prospecção fitoquímica e atividade biológica de Croton heliotropiifolius Kunth vinculada ao tratamento de Erisipela e hipercromia pós-inflamatória
PALAVRAS-CHAVES: Croton heliotropiifolius. Extrato. Fitoquímica. Erisipela. Antimicrobiano. Antioxidante
PÁGINAS: 52
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Biologia Geral
RESUMO:

Introdução: A erisipela é uma piodermite muito presente na prática clínica, caracterizadapela infecção superficial da derme com a presença de eritema e edema bem delimitado, ocasionadapela colonização de Streptococcus do grupo A. O seu tratamento é feito com administração deantibióticos orais e injetáveis, como penicilina e amoxicilina, além de pomadas antimicrobianas, aexemplo do ácido fusídico. Porém, o uso indiscriminado e a falta de efeito cicatrizante dessesagentes antimicrobianos, aumentam as chances de reincidência como consequência da resistênciaao tratamento e das portas de entrada existentes. Esse tipo de infecção bacteriana ocasiona oaparecimento de hipercromia pós-inflamatória, levando ao desenvolvimento de máculas e/oumelanodermias, cujo tratamento enfrenta problemas pelo desencadeamento de dermatite atópica.Plantas medicinais vêm sendo utilizadas como possível fonte de novas terapias, devido à riqueza deseus metabólitos secundários. Sendo assim Croton Heliotropiifolius, conhecida por ser utilizada notratamento de infecções e de feridas se mostra uma possível fonte de compostos interessantes paracontribuição no tratamento desta doença, em virtude da sua complexa composição. Objetivo:Devido a isto, o presente trabalho objetivou analisar a constituição fitoquímica, a atividadeantimicrobiana, antioxidante e citotóxica do extrato hidroalcóolico de folhas e casca/entrecasca deC. heliotropiifolius. Metodologia: Para isso, a atividade antibacteriana dos extratos foi analisadafrente a cinco bactérias com o uso das técnicas de difusão em ágar e microdiluição em caldo. Para aanálise da atividade antioxidante foi empregado o ensaio de eliminação de radicais livres de DPPH(2,2-difenil-1-picril-hidrazil), e do teor do conteúdo de compostos fenólicos totais estimados com acurva padrão de ácido gálico, quercetina, rutina e catequina. No sentido de investigar a açãocitotóxica foi utilizado o método MTT (brometo de 3-(4,5 dimetiltiazol-2-il) -2,5difeniltetrazólio emlinhagens de fibroblastos L929. Sua composição química foi determinada através da metodologiade prospecção fitoquímica proposta por Matos (2006), e por cromatografia de camada delgada.Resultados: Estão sob sigilo pois estão voltados para um pedido de patente.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 3553547 - BRANCILENE SANTOS DE ARAUJO
Presidente - 2335200 - CHARLES DOS SANTOS ESTEVAM
Externo à Instituição - SAMUEL BRUNO DOS SANTOS

Notícia cadastrada em: 12/01/2022 15:33
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r19295-ad7fbbb3d7